fbpx

Líder Esportes

Futebol

XV volta a vencer e se reabilita na Copa Paulista

O artilheiro Romarinho fez de pênalti o gol da vitória contra o Penapolense

Zé Mateus, lateral-direito do XV de Piracicaba
Zé Mateus teve a camisa rasgada pelo adversário na partida deste sábado (Foto: Michel Lambstein)

O XV de Piracicaba venceu o Penapolense por 1×0, neste sábado (1º), no estádio Barão da Serra Negra, em duelo válido pela terceira rodada da segunda fase da Copa Paulista. O único gol da partida foi anotado pelo atacante Romarinho, em cobrança de pênalti sofrido por Fraga, ainda no primeiro tempo – na etapa final, Fraga foi expulso após fazer cera. Com o resultado, o time comandado pelo técnico Cléber Gaúcho chegou aos cinco pontos e assumiu provisoriamente a liderança do Grupo 5. O Nhô Quim volta a jogar no próximo sábado (8), em Penápolis, novamente contra o Penapolense.

Romarinho chegou aos seis gols na artilharia do XV de Piracicaba na Copa Paulista

O Alvinegro começou o jogo com novidades em todos os setores. Na defesa, Fraga foi o escolhido para substituir o suspenso Samuel na lateral esquerda. O meio de campo não teve Gilsinho, sacado do time para a entrada de Barreto. No ataque, duas mudanças: Samoel Pizzi ganhou a vaga de Bruninho por opção técnica, enquanto Rodolfo, recuperado de lesão, reapareceu no time titular na posição ocupada por Rafael Gomes contra o São Carlos. A ideia do técnico Cléber Gaúcho era deixar a equipe mais leve e rápida. O Penapolense veio a Piracicaba fechado, mas dava brechas na marcação.

Ao XV, apesar da superioridade, faltava tranquilidade para finalizar. Romarinho e Samoel Pizzi tiveram duas chances para abrir o placar, mas se precipitaram quando estavam livres e concluíram errado; aos 22min, foi o zagueiro Márcio que salvou a equipe de Penápolis: após chute de Fraga e defesa parcial de Walter, Barreto encobriu o goleiro com a cabeça, mas debaixo da trave o camisa 4 impediu o gol. Improvisado, Fraga foi o responsável pela jogada que resultou no primeiro gol da partida. O lateral sofreu pênalti ‘infantil’ cometido por Nandinho aos 27min. Romarinho bateu no canto direito alto de Walter, que caiu para o outro lado: 1×0.

A única notícia que se teve do ataque do Penapolense no primeiro tempo foi a reclamação de pênalti de André Cunha, que caiu na área após se ‘enroscar’ com a marcação – o árbitro Salim Chavez entendeu o lance como simulação e mostrou o cartão amarelo para o ex-quinzista. Insatisfeito, o técnico da equipe visitante mexeu duas vezes no intervalo para deixar o Penapolense mais ofensivo. Cassinho e Robert voltaram para a segunda etapa nos lugares do volante Pedrão e do meia Rafael Rosa; o centroavante Silas entrou na vaga de Jacio aos 10min. O jogo ficou mais equilibrado, porém, o XV tinha espaço para aproveitar a velocidade do ataque.

Aos 21min, o Alvinegro encaixou o primeiro contragolpe e Rodolfo deixou Romarinho cara a cara com Walter, mas o camisa 11 bateu torto pela linha de fundo. Era a bola do jogo. Na sequência, Cléber Gaúcho mudou a estratégia e apostou na cadência de Gilsinho para substituir Barreto, cansado. O panorama do jogo mudou de novo aos 26min. Fraga, que havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo, retardou a cobrança de lateral adversária e foi expulso – ao preciosismo da arbitragem, deve ser somada a infantilidade do jogador do XV. O treinador, então, foi obrigado a queimar as duas alterações restantes: Rodolfo e Samoel Pizzi saíram para as entradas do atacante Bruninho e do zagueiro Nando.

Lucas Cunha, zagueiro do XV de Piracicaba

O meia André Cunha teve poucas oportunidades no duelo contra o ex-clube (Foto: Michel Lambstein)

Os cinco últimos minutos foram tensos no estádio Barão da Serra Negra – alguma novidade? O Penapolense teve o empate nos pés de Robert, que aproveitou a sobra após cobrança de escanteio e concluiu para defesa importante de Mateus Pasinato. O goleiro do XV havia brilhado antes ao buscar no ângulo direito a ‘bomba’ de Fernando. Foi a última chance dos visitantes. Depois, Gilsinho e Romarinho ‘cozinharam’ a bola no aguardo do apito final. Vitória fundamental para o Nhô Quim, que chega aos cinco pontos e continua vivo na briga por uma vaga nas quartas de final da Copa Paulista.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Rodrigo, Lucas Cunha e Fraga; Maranhão, Clayton e Barreto (Gilsinho); Samoel Pizzi (Nando), Romarinho e Rodolfo (Bruninho). Técnico: Cléber Gaúcho

Clube Atlético Penapolense

0  PENAPOLENSE

Walter; Nandinho, João Victor, Márcio e Cesinha; Pedrão (Robert), Fernando, André Cunha e Rafael Rosa (Cassinho); Jacio (Silas) e Gilsinho. Técnico: Evaristo Piza

Gol: Romarinho (XV) aos 27min/1ºT| Árbitro: Salim Chavez | Cartões amarelos: Fraga e Lucas Cunha (XV);  André Cunha, Gilsinho, Cesinha e Fernando (PEN) | Cartão vermelho: Fraga (XV) | Público: 1.353 pagantes| Renda: R$ 10.485,00

Voltar