fbpx
Futebol

XV vira em um minuto em noite de festa no Barão

Com quase 5 mil torcedores nas arquibancadas, Alvinegro vence e segue líder

Rafael Gomes, atacante do XV de Piracicaba
Rafael Gomes entrou e marcou o gol da vitória do XV de Piracicaba (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Até os 32 minutos do segundo tempo, o XV de Piracicaba perdia em casa para o Paulista por 1×0. Dois minutos depois, o Barão da Serra Negra era palco de uma festa como há muito tempo não se via. Com gols Romarinho e Rafael Gomes, o Nhô Quim conseguiu uma virada heróica e derrotou o time de Jundiaí por 2×1, diante de quase 5.000 torcedores no estádio municipal. O resultado conquistado na noite desta quarta-feira (27) manteve o Alvinegro na liderança do Grupo 3 da Copa Paulista, após cinco rodadas, com dez pontos ganhos. No domingo (31), o XV visita o São Paulo, às 13h30, no Morumbi.

Rafael Gomes mudou o jogo e marcou o gol da virada contra o Paulista de Jundiaí

De camisa e calção brancos, o XV de Piracicaba começou o jogo praticamente com a mesma escalação adotada em Itu. A única novidade foi a volta do goleiro titular Mateus Pasinato, recuperado de lesão, no lugar de Douglas Baldini. O time piracicabano não parecia cômodo em campo nos primeiros minutos. Dono da posse de bola, a equipe dirigida por Cléber Gaúcho tinha dificuldade para entrar no sistema defensivo do Paulista e dava sinais de falta de atenção nas saídas de bola.

O XV despertou aos 20min, em cobrança de falta perigosa de Zé Mateus que o goleiro Iago espalmou para escanteio. Nos dez minutos seguintes, foram mais três boas chances desperdiçadas. Aos 24min, o atacante Rodolfo fez jogada individual pela esquerda, deixou dois zagueiros caídos no gramado ao puxar para o pé direito e cruzou para Romarinho cabecear, mas a finalização saiu alta. Na sequência, Celsinho teve duas oportunidades para empatar de cabeça – a mais clara aos 30min, quando Zé Mateus encontrou o camisa 7 isolado, mas a conclusão foi pela linha de fundo.

O Paulista chegou pouco ao ataque no primeiro tempo, mas nas duas vezes que atacou, foi mais perigoso que o Alvinegro. Aos 32min, o time de Jundiaí abriu o placar em lance de rara felicidade: Michel pegou rebote após cobrança de escanteio e emendou de primeira no ângulo de Mateus Pasinato: golaço e 1×0 para a equipe visitante. Aos 39min, o zagueiro Renato quase ampliou de cabeça em outro lance originado após cobrança de escanteio, mas a bola explodiu no travessão.

Torcida XV de Piracicaba

5.000 torcedores acompanharam a vitória quinzista contra o Paulista (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

O segundo tempo começou em ritmo acelerado e o XV apresentou as mesmas dificuldades para furar o bloqueio defensivo montado pelo adversário. Cléber Gaúcho mexeu no time aos 10min: Celsinho saiu para a entrada de Bruninho. Na prática, pouca coisa mudou. O Nhô Quim girava a bola de um lado para o outro sem levar qualquer perigo para o Paulista. Impaciente, o técnico alvinegro fez nova alteração: Rafael Gomes na vaga do apagado Barreto.

REAÇÃO

A segunda mudança, sim, melhorou o XV. Aos 26min, Rafael Gomes girou sobre a marcação e acertou o travessão de Iago; um minuto depois, Romarinho exigiu ótima defesa do goleiro. A oportunidade tão esperada para empatar veio aos 32min, quando Bruninho sofreu pênalti cometido pelo zagueiro Renato. Na cobrança, Romarinho bateu com muita categoria para deixar tudo igual: 1×1. O gol inflamou o time e um minuto depois, veio a virada. Rodolfo fez as vezes de garçom e cruzou na medida para Rafael Gomes escorar: 2×1. A virada desatou uma festa que há algum tempo não se via nas arquibancadas do Barão da Serra Negra. Enfim, um momento de alegria em um ano tão complicado para os torcedores quinzistas.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

2  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Lucas Cunha, Doni e Samuel; Maranhão, Fraga e Barreto (Rafael Gomes); Celsinho (Bruninho), Romarinho e Rodolfo (Nando). Técnico: Cléber Gaúcho

Paulista Futebol Clube

1  PAULISTA

Iago; Gabriel, Renato, Branquinho e Douglas; Rafael Fefo, Michel, Rafael Branco e Fábio Gomes (André); Rodolfo e Arielton (Ezequiel). Técnico: Stélio Metzker

Gols: Michel (PTA) aos 32min/1ºT; Romarinho (XV) aos 32min e Rafael Gomes (XV) aos 33min/2ºT | Árbitro: Rodrigo Gomes Paes Domingues | Cartões amarelos: Maranhão e Samuel (XV); Arielton, Rafael Fefo e Branquinho (PTA) | Público: 4.615  pagantes| Renda: R$ 26.185,00

Voltar