fbpx

Líder Esportes

Futebol

XV tem ‘caminho livre’ para registrar Gilsinho

Diretor do Barretos, no entanto, tenta impedir meia de atuar no Nhô Quim

Gilsinho, meia do XV de Piracicaba
Gilsinho defendeu o XV em 2014 e deve atuar no clube nesta temporada (Foto: Michel Lambstein/Divulgação)

O ‘caso Gilsinho’ está perto do fim e deve acabar com final feliz para o XV de Piracicaba. Pelo menos é esta a expectativa nos bastidores do clube. O meia tinha um pré-contrato assinado há um mês com o Barretos para jogar a Série A2. Porém, o time barretense não registrou o acordo com o jogador na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) – o prazo terminou às 19h desta quinta-feira (21). Com o ‘caminho livre’, o Nhô Quim aguarda apenas o sinal verde no sistema da CBF para encaminhar a documentação do jogador e, assim, registrá-lo também na FPF (Federação Paulista de Futebol).

Diretor do Barretos, Milton Silva ameaça impedir o jogador de atuar pelo XV

O gerente de futebol do XV, Marlon Ferreira, garantiu que procurou a diretoria do Barretos na semana passada para tentar a liberação amigável do jogador. De acordo com o próprio dirigente, não houve resposta. LÍDER apurou que o clube piracicabano cogitou propor, com o consentimento de Gilsinho, o pagamento de uma multa ao Barretos para ficar com o meia – o valor, em torno de R$ 10 mil, seria posteriormente descontado dos salários do meia.

Contudo, a versão dada pelo Barretos é diferente. LÍDER entrou em contato com o diretor de futebol do Touro do Vale, Milton Aparecido da Silva, que não poupou o jogador. “O Gilsinho veio aqui, treinou, depois começou esse papo de não querer ficar mais. Estamos chateados com ele. Adiantamos R$ 5 mil e ele sumiu, deve estar treinando aí (em Piracicaba), não está?”, afirmou o cartola – a reportagem apurou que o adiantamento já foi devolvido por Gilsinho ao time barretense.

AMEAÇA

Perguntado se o Barretos ainda tinha interesse em contar com o jogador, Milton disparou contra o meia. “Não somos trouxas. Ele não vai jogar nem aqui, nem no XV. Um clube com a grandeza do XV precisa respeitar compromissos. Há um pré-contrato e ele está preso ao Barretos”, disse. A ‘ameaça’, entretanto, não trouxe preocupação ao Barão da Serra Negra – o Nhô Quim se remete ao fato de que o Barretos não registrou o contrato do meia e, portanto, aguarda a liberação do sistema da CBF para oficializar a contratação do jogador.

Ainda que o time piracicabano consiga resolver a situação do meia, Gilsinho não vai enfrentar o Corinthians, dia 31, em São Paulo – as inscrições para a primeira rodada do Paulistão terminam nesta sexta-feira (22). Além dele, o atacante Rivaldinho também está fora da estreia. Os outros 26 atletas do elenco dirigido pelo técnico Claudinho Batista estão liberados para a primeira rodada.

Voltar