fbpx
Basquete

XV luta, mostra força, mas cai em Mogi das Cruzes

Alvinegro faz melhor jogo do ano e complica vida do rival, que segue com 100%

Matheus, armador da equipe masculina de basquete do XV de Piracicaba
Matheus Costa fez 11 pontos, pegou dois rebotes e deu três assistências (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

“Nós não vamos lá para passear”. O recado do técnico Baiano às vésperas do jogo contra Mogi das Cruzes foi cumprido à risca pelos jogadores do XV de Piracicaba. Nesta quinta-feira (1º), o time piracicabano conheceu o nono revés na competição, mas deixou a quadra de cabeça erguida após fazer provavelmente a melhor atuação na divisão especial do Campeonato Paulista. A derrota por 80×75 contrariou qualquer previsão antes do duelo disputado no Ginásio Hugo Ramos, que reuniu o líder invicto do torneio e o oitavo colocado. No próximo sábado (3), o Alvinegro busca a reabilitação contra Sorocaba, às 18h, fora de casa.

No primeiro quarto, os papéis pareciam invertidos – Mogi das Cruzes foi completamente dominado pelo time piracicabano, que jogou com autoridade e surpreendeu o rival fora de casa. O ala-pivô Luciano e o lateral Will comandaram a vitória do XV, que fechou a parcial com dez pontos de vantagem (25×15). No segundo quarto, Mogi das Cruzes despertou e justificou a liderança com 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Restando 1min36 para o intervalo, Shamell Stallworth empatou o marcador em 35×35. A igualdade permaneceu intacta ao término do primeiro tempo: 36×36.

Na segunda etapa, o time mandante deu a impressão de que confirmaria o favoritismo ao abrir 5×0 em pouco mais de um minuto, mas o Alvinegro não baixou a guarda e colocava o rival em dificuldades, mantendo a curta distância no marcador. O último período começou com o placar apontando 61×55 para Mogi das Cruzes, mas exatos dois minutos mais tarde, apenas um ponto separava as duas equipes (61×60). A tônica foi a mesma praticamente em todo o quarto. Restando oito segundos, o XV ainda tinha vida, mas não conseguiu o empate em 78 pontos e ainda viu o adversário pontuar mais duas vezes antes do estouro do cronômetro. Derrota sem sabor amargo e que serve de esperança para buscar uma vaga aos playoffs.

Voltar