fbpx
Futebol

XV empata no ABC e vê frustrado o sonho do bi

São Caetano é campeão inédito após partida eletrizante nos minutos finais

O XV de Piracicaba lutou, mas não conseguiu o título da Copa Paulista em São Caetano do Sul

*Fotos: Michel Lambstein/Líder Esportes

O São Caetano é campeão da Copa Paulista. A equipe do Grande ABC empatou por 1×1 com o XV de Piracicaba, neste sábado (16), no estádio Anacleto Campanella, e conquistou o título da competição pela primeira vez. O sonho do bicampeonato para o Nhô Quim terá de esperar. O jogo foi eletrizante nos minutos finais. Kadu fez contra e abriu o placar para o Azulão, enquanto Gilberto Alemão empatou aos 45min do segundo tempo. Com o goleiro Luiz Daniel expulso, assim como Raphael Macena, o volante Mazinho foi para o gol nos acréscimos, mas o São Caetano segurou o resultado como pôde para garantir a taça.

Com o título, o Azulão receberá o prêmio de R$ 250 mil e terá o direito de escolher entre disputar a Copa do Brasil ou a Série D do Campeonato Brasileiro, em 2020. Ao XV de Piracicaba, resta o prêmio de consolação no valor de R$ 150 mil e a vaga remanescente em uma competição nacional – provavelmente, Copa do Brasil. A temporada 2019, porém, termina com sabor amargo de estar perto de alcançar os dois objetivos, mas não conquistá-los: acesso para a Série A1 e título da Copa Paulista.

O JOGO

A única novidade na escalação do técnico Tarcísio Pugliese para a decisão foi a volta do atacante Kadu, após cumprir suspensão, no lugar de Luizinho. O XV começou em cima do Azulão e quase marcou aos 8min. Peri cobrou falta pela direita e Mazinho desviou contra o próprio patrimônio. A bola bateu na trave e sobrou limpa para Kadu, que pegou o rebote e chutou para fora. Aos 13min, Misael avançou pela direita e viu volante Simião entrando livre na área, mas o zagueiro Max cortou o passe.

Apesar do volume inicial, o primeiro tempo foi truncado, com muitas faltas e pouca criatividade. O Alvinegro tentou controlar o ritmo do jogo, mas foi impreciso nos passes. Em vantagem, o São Caetano apostou as fichas nos contra-ataques e errou quando teve a oportunidade de finalizar para o gol de Luiz Fernando. Tarcísio Pugliese não mexeu no intervalo, porém, como o panorama não mudou no início da segunda etapa, o técnico adiantou o meio-campo com Danilo Bueno no lugar de Simião.

A torcida do time piracicabano viajou em bom número para acompanhar a decisão no Anacleto Campanella

O XV pouco produzia: uma jogada individual de Macena e um chute de média distância de Misael levaram perigo ao gol de Luiz Daniel. A situação do time piracicabano piorou aos 21min, quando o São Caetano abriu o placar em uma infelicidade de Kadu. Após cobrança de escanteio com efeito de Alex Reinaldo, o camisa 7 desviou para trás, a bola tocou no travessão e morreu no fundo da rede de Luiz Fernando: 1×0. O XV, então, partiu para o desespero – Luizinho entrou para a saída de Peri.

O Alvinegro sufocou o Azulão e desperdiçou inúmeras ocasiões para empatar: primeiro, Kadu teve dois chutes bloqueados por Lucas Mendes na grande área; aos 25min, Danilo Bueno acertou a trave em cobrança de falta; aos 31min, o volante Fraga errou o alvo após lance tramado entre Macena e Luizinho. O Nhô Quim também teve um gol corretamente anulado pela arbitragem: Robertinho, que substituiu o zagueiro Paulão, estava impedido quando pegou o rebote do goleiro.

A pressão surtiu efeito os 45min: Kadu levantou a bola na área e Gilberto Alemão cabeceou firme, deixando tudo igual no Grande ABC: 1×1. Após o empate, Raphael Macena e o goleiro Luiz Daniel se envolveram em uma confusão e foram expulsos – o volante Mazinho foi para o gol do Azulão. O árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo assinalou seis minutos de acréscimo, mas a bola pouco rolou. Coube ao São Caetano segurar o resultado e comemorar o título inédito da Copa Paulista.

FICHA TÉCNICA

1   SÃO CAETANO

Luiz Daniel; Lucas Mendes, Junior Alves, Max e Bruno Recife; Mazinho, Karl, Clayton (Chumbinho) e Anderson Rosa (Alex Reinaldo); Emerson Santos (Sandoval) e Jean Dias. Técnico: Marcelo Vilar

1   XV DE PIRACICABA

Luiz Fernando; Jéfferson Feijão, Gilberto Alemão, Paulão (Robertinho) e Peri (Luizinho); Fraga, Simião (Danilo Bueno) e Cassio Gabriel; Misael, Kadu e Raphael Macena. Técnico: Tarcísio Pugliese

Gols: Kadu (SCA, contra) aos 21min e Gilberto Alemão (XV) aos 45min/2ºT | Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo | Cartões amarelos: Karl e Lucas Mendes (SCA); Peri, Danilo Bueno, Gilberto Alemão e Cassio Gabriel (XV) | Cartões vermelhos: Luiz Daniel (SCA); Raphael Macena (XV)

Voltar