fbpx
Futebol

XV empata em Diadema no jogo de ida das quartas de final

Em vantagem numérica e com pênalti desperdiçado, Alvinegro cede igualdade para o Água Santa

Água Santa 1x1 XV de Piracicaba - Copa Paulista 2022 - Quartas de Final
Água Santa e XV de Piracicaba ficaram no empate por 1x1 em Diadema (Foto: Lucas Almeida)

O XV de Piracicaba empatou por 1×1 com o Água Santa, neste sábado (10), em Diadema, pela jogo de ida das quartas de final da Copa Paulista. O gol do Alvinegro foi marcado por Maikon Aquino na etapa inicial. No segundo tempo, Matheus Martins perdeu a chance de ampliar para o Nhô Quim ao acertar o travessão em uma cobrança de pênalti, enquanto Bruno Xavier deixou tudo igual para os donos da casa. As duas equipes voltam a se encontrar na próxima sexta-feira (16), às 20h, no Barão da Serra Negra. O time piracicabano joga pelo empate para garantir uma vaga nas semifinais da competição.

“A gente sai triste pelo resultado, porque pelas chances que nós criamos, poderíamos ter um resultado positivo. Sabemos do compromissos dos nossos atletas, acredito que fizemos um jogo dentro daquilo que estamos acostumados. Criamos as oportunidades, mas infelizmente não conseguimos converter em gol”, disse o técnico Cléber Gaúcho, que minimizou o pênalti perdido por Matheus Martins. “Ele é o cobrador oficial e já fez gol de pênalti na competição. Não é sempre que vai fazer, existe o erro e infelizmente isso aconteceu no dia de hoje”, completou o treinador.

RESUMO

Com vento, chuva e bola rolando na Arena Inamar, o XV começou o duelo mais ligado que o adversário. Logo aos 4min, o Água Santa teve o zagueiro Ronald expulso após falta cometida sobre Maikon Aquino. Cinco minutos depois, o próprio Maikon Aquino aproveitou a falha na saída de bola do goleiro Fabrício para balançar as redes: 1×0. Apesar do domínio, o Alvinegro não transformou as chances criadas em vantagem no placar. Já o time de Diadema pouco ameaçou. Na melhor oportunidade, Bruno Xavier teve um gol anulado por impedimento assinalado pelo VAR.

No primeiro minuto do segundo tempo, Matheus Martins sofreu pênalti que ele mesmo cobrou. A finalização, porém, explodiu no travessão. Aos 9min, foi a vez de Maikon Aquino arriscar um chute colocado de fora da área e acertar a trave esquerda do goleiro Fabrício. Em desvantagem numérica, o Água Santa resistiu à pressão quinzista e passou a atacar com mais perigo a partir dos 20 minutos da etapa complementar. A insistência foi premiada aos 31min, quando Bruno Xavier recebeu cruzamento da esquerda, antecipou a zaga e desviou sem chances de defesa para Wellington: 1×1.

Voltar