fbpx

Líder Esportes

Futebol

XV e Guarani iniciam decisão no próximo sábado

Jogo de ida será no Barão da Serra Negra; Bugre terá direito a 2.500 ingressos

Torcida Esquadrão - XV de Piracicaba - Inter de Limeira
A expectativa é de casa cheia em Piracicaba no próximo sábado (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

A FPF (Federação Paulista de Futebol) definiu nesta terça-feira (27), as datas e horários dos jogos envolvendo XV de Piracicaba e Guarani, válidos pela semifinal do Campeonato Paulista da Série A2. O primeiro confronto acontece no próximo sábado (31), às 20h30, no Barão da Serra Negra. A partida de volta será realizada no dia 4 de abril (quarta-feira), no mesmo horário, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Em caso de empate na soma dos placares, o duelo será decidido em cobranças de pênaltis.

Duo Imóveis

Além da vaga na final, o vencedor do confronto garante passagem para a Série A1, em 2019. A diretoria do time piracicabano aguarda a liberação do sistema via FPF para definir quando começam as vendas. Além do estádio municipal, haverá diferentes pontos de venda. Os valores dos ingressos inteiros devem ser mantidos, com o setor azul (cativa) a R$ 40, e os setores preto e branco (geral) com o preço de R$ 20. A torcida visitante deverá ocupar o setor vermelho (rua Moraes Barros). Para o Guarani, será destinada uma carga de 2.500 ingressos.

“Nós sonhamos com a classificação, por tudo que passamos no campeonato. Tivemos alguns momentos de oscilação, mas a crescente no final foi fundamental para nós alcançarmos a classificação. Agora é um novo campeonato, tudo se inicia novamente. O Piza conversou com a gente e disse que nosso pensamento tem que ser de procurar vencer as duas partidas, principalmente o primeiro jogo em casa, que é fundamental”, disse o goleiro do XV, Luiz Fernando, titular em São Bernardo do Campo. Em abril, ele deverá operar o ombro.

“Passei por dois especialistas e os dois confirmaram que é necessária uma cirurgia, mas o que definiria se eu poderia jogar ou não seria a minha dor, pois a lesão não agravaria. Conversei com a comissão técnica e decidi adiar a operação para abril, pois caso fosse necessária a minha entrada em alguma partida, devido à minha experiência, eu poderia ajudar de alguma forma. Isso acabou acontecendo no jogo mais importante da primeira fase. Fiquei feliz de fazer um bom jogo, seguro, apesar de não ter disputado nenhuma outra partida na Série A2. Valeu a experiência e pude ajudar o XV com a classificação”, analisou o goleiro.

Voltar