fbpx
Futebol

XV decide acesso contra o Guarani em Campinas

André Cunha é única baixa; reunião define logística e esquema de segurança

XV de Piracicaba 0x0 Guarani - Campeonato Paulista Série A2 2018
No duelo de ida, XV e Guarani empataram sem gols em Piracicaba (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Em busca do sonhado retorno à elite do futebol paulista, o XV de Piracicaba entra em campo nesta quarta-feira (4), às 20h30, para encarar o Guarani no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. A partida é válida pela semifinal do Campeonato Paulista da Série A2. Após empatarem sem gols no primeiro confronto do mata-mata, as equipes voltam a se enfrentar precisando da vitória para conquistar o acesso a Série A1. Caso ocorra um novo empate, independente do placar, o jogo será decidido em cobranças de pênaltis.

Duo Imóveis

“Será um jogo muito difícil fora de casa, assim como foi em Piracicaba. É preciso inteligência. Os adversários já se conhecem, é nosso terceiro confronto. A pressão vai existir, pois o Guarani será estimulado pelo público. Temos que ser inteligentes nesse início de jogo, pois da mesma forma que a equipe adversária será impulsionada a buscar o placar, ela acabará se expondo. Precisamos ser estratégicos para saber explorar essas ações”, disse o técnico do XV, Evaristo Piza.

Caso ocorra um novo empate, independente do placar, o jogo e o acesso serão decididos em cobranças de pênaltis

Com exceção do meia André Cunha, que passou por cirurgia devido à ruptura do tendão de Aquiles, o Alvinegro deve ter todos os atletas à disposição para o duelo decisivo contra o Bugre. Embora não tenha revelado o time titular, o treinador do XV acenou com a possibilidade de repetir a equipe. Com isso, o Nhô Quim deve entrar em campo com Samuel Pires; Oziel, Vinícius Simon, Marcondes e Pedrinho; Gilson, Jonathan Costa e Fabinho; Jobinho, Bruninho e Everton.

“Nossa análise após o jogo passado é que foi nossa melhor partida na competição. Uma equipe bem distribuída e defensivamente não ficou exposta. Entramos com uma característica ofensiva, mas ao mesmo tempo não deixamos espaços para o adversário. Para esse jogo, são 90 minutos e eu tenho a necessidade do resultado para conseguir o acesso. Posso construir isso no início ou buscar o objetivo no decorrer da partida. É preciso bastante cautela nas direções que vamos tomar. Não vai fugir muito da partida passada, mas pode ocorrer uma ou outra alteração”, completou Piza.

SEGURANÇA

Nesta terça-feira (3), foi realizada uma reunião no 1º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) envolvendo representantes dos clubes e da Polícia Militar para definir a logística e segurança dos torcedores para partida entre Guarani e XV. “O Baep está acostumado com eventos deste porte. Eles possuem uma central de monitoramento e têm uma organização muito boa. Estão traçando rotas para a torcida do XV chegar ao estádio. Também reforçaram para ir de ônibus, para chegarmos todos juntos em comboio. Já existe um cronograma de horário para chegarmos na cidade e no estádio”, disse Felipe Gema, presidente da organizada Esquadrão.

“Como a organização deles funciona, isso acabou nos passando mais tranquilidade para ir assistir a partida”, afirmou o torcedor. Na reunião, também foi definido que não haverá venda de ingressos para o torcedor quinzista em Campinas. A comercialização segue nesta quarta-feira, das 9h às 15h, na bilheteria do portão 2 do estádio Barão da Serra Negra. A entrada inteira custa R$ 20. A carga total destinada aos visitantes é de 1.400 ingressos. Tem direito a pagar meia-entrada os aposentados, estudantes, professores da rede pública de ensino e pessoas com deficiência.

Voltar