fbpx

Líder Esportes

Futebol

XV arranca empate no último minuto e mantém invencibilidade

Alvinegro começa perdendo, erra pênalti, mas busca resultado com gol de Grígor

Moisés Egert, técnico do XV de Piracicaba
Moisés escalou uma equipe completamente diferente para o jogo em Santos (Foto: Evandro Pelligrinotti)

Jogando no Estádio Ulrico Mursa, em Santos, Portuguesa Santista e XV de Piracicaba empataram por 1×1 nesta quinta-feira (22), em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. O gol da Briosa foi marcado por Maranhão, ainda no primeiro tempo. No último lance do confronto, Grígor deixou tudo igual para o Nhô Quim, que com o empate permanece na terceira colocação da competição, ainda invicto, com 14 pontos ganhos. No próximo sábado (23), o Alvinegro recebe o Monte Azul no Barão da Serra Negra.

ESCALAÇÃO

Em relação ao time que enfrentou o Água Santa na última terça-feira (20), na retomada da Série A2, apenas o goleiro Matheus Nogueira permaneceu na equipe titular. Com isso, o XV entrou em campo com: Matheus Nogueira; Muriel, Gustavo Silva, Maurício Ramos e Jefferson Recife; Baraka, Maicon Souza e Samuel Andrade; Léo Duarte, Bruninho e Marlyson. Na beira do gramado, o auxiliar técnico Wagner Moraes comandou a equipe no lugar de Moisés Egert, que estava suspenso. Logo no intervalo, o treinador promoveu duas alterações: saíram Gustavo Silva e Baraka e entraram Guilherme Garré e Jean Dias. Aos 36min da etapa final, Juninho Potiguar ocupou a vaga de Maicon Souza e, na última substituição, Grígor substituiu Bruninho.

RESUMO

Com o gramado castigado pelas fortes chuvas que atingiram nos últimos dias a cidade de Santos, as duas equipes apostaram nas bolas áreas para tentar chegar ao gol. O XV iniciou a partida com a iniciativa, incomodando a Briosa pelos lados do campo, mas não levava perigo nos cruzamentos. Os donos da casa também tentavam alçar bolas na área alvinegra, mas sem sucesso. Aos 21min, Samuel Andrade lançou Jefferson Recife pelo lado direito. O lateral tentou cruzar e acabou mandando direto para o gol, mas não conseguiu surpreender o goleiro.

A melhor jogada do primeiro tempo resultou no gol da Santista. Aos 30min, Gualberto colocou Maranhão na cara do gol, e ele só teve o trabalho de empurrar para as redes na saída de Matheus Nogueira: 1×0. Aos 40min, Luis Felipe cobrou falta para dentro da área e Bruninho desviou de cabeça com perigo, tirando tinta da trave esquerda de Matheus Nogueira. Na sequência, o goleiro alvinegro saiu jogando mal, Compri recuperou a bola, invadiu a área e finalizou para fora.

Na segunda etapa, o XV alternava jogadas pelo chão e pelo alto para tentar chegar ao empate. Aos 10min, após tabela com Samuel Andrade, Guilherme Garré arriscou da entrada da área e mandou para fora com perigo. A melhor oportunidade para o XV veio aos 22min. Após cobrança de lateral, o árbitro Fabiano dos Santos assinalou pênalti por um toque de mão de Brumati. Na cobrança, Marlyson pegou mal na bola, bateu rasteiro e Leandro defendeu com os pés no meio do gol. No rebote, Bruninho estava livre, mas desperdiçou a chance de igualar o marcador.

Aos 31min, Isaac Prado tentou se livrar da defesa alvinegra e invadiu a área para chutar, mas acabou adiantando a bola e Matheus Nogueira saiu do gol para fazer a defesa. A Briosa cresceu na partida e, aos 36min, novamente Isaac Prado chegou livre de marcação pelo lado esquerdo e finalizou com perigo para fora. Com um jogador a mais durante os acréscimos, após a expulsão do próprio Isaac Prado, o Nhô Quim se lançou ao ataque. Deu certo: aos 51min, após cruzamento de Léo Duarte, a bola sobrou para Grígor, que dominou e fuzilou para as redes, decretando números finais ao marcador: 1×1.

Voltar