fbpx
Opinião

Volta da Resenha

*Capa: Rubens Chiri/São Paulo FC

A partir desta semana voltamos com a nossa coluna esportiva, após um período de quase cinco meses de recesso, como consequência da suspensão das principais competições do país e do mundo em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). Devemos continuar nos cuidando, mas, felizmente, já entendemos melhor essa pandemia e precisamos recomeçar. Mas ainda torcendo por uma vacina o mais rápido possível!

ROTINA AOS POUCOS

Com toda cautela, todo cuidado, a nossa rotina vai voltando e a esperança é que em breve possamos retornar plenamente à normalidade. E o esporte, que tanto amamos, também recomeça e nos traz alegria e prazer – para quem trabalha ou para quem apenas curte como torcedor. No entanto, temos o dever de lembrar sempre que ainda estamos pandemia e devemos continuar o uso da máscara, do álcool em gel e evitar sair de casa sem necessidade.

QUEM É MELHOR?

Dito isso, vamos falar do que mais gostamos: do futebol. Quem será que leva, no domingo (23), a taça da Liga dos Campeões da Europa? O Bayern, do goleador polonês Robert Lewandowski, ou o PSG, do craque brasileiro Neymar? Time por time, o de Munique é melhor, mas o Paris também tem suas armas. Jogo de difícil prognóstico, mas se fosse para apostar, eu apostaria no megacampeão alemão. Lewandowski e Neymar tem outro atrativo nesta final, pois quem sair vencedor deverá levar também o prêmio de melhor jogador do mundo em 2020.

SOBREVIDA 1

Mesmo sem convencer, o Palmeiras venceu a primeira no Brasileirão. Bateu o Athlético-PR por 1×0, na Arena da Baixada. Como resultado, excelente! Mas o futebol apresentado segue medíocre. O Alviverde tem um bom sistema defensivo e só. Tem um meio-campo sem criatividade e um ataque sofrível. Um time lento, sem saída de bola, sem jogadas ensaiadas, sem inspiração. Os três pontos, no entanto, dão sobrevida a Vanderlei Luxemburgo, que já estava sendo ‘cornetado’ nas alamedas da Academia de Futebol.

SOBREVIDA 2

Tiago Nunes também respirou com a vitória do Corinthians diante do Coritiba, por 3×1, nesta quarta-feira (19) à noite, em São Paulo. Muito pressionado após a perda do Paulistão, o treinador não esteve à beira de campo contra o Coxa, pois cumpriu suspensão automática por sua expulsão na partida contra o Grêmio. Terá de fazer o Alvinegro jogar muito mais do que o apresentado até agora se quiser virar o ano como técnico do Corinthians.

DE SAÍDA

Em um acordo de cavalheiros, Alexandre Pato deixou o São Paulo. Melhor para o Tricolor, que nunca teve o jogador 100% focado e com um rendimento satisfatório. Aliás, o Pato é superestimado; assim como Luan no Corinthians e Lucas Lima no Palmeiras. Esses jogadores vivem do que fizeram e não do que fazem. A torcida tricolor gostou tanto que alguns deles disseram, nas redes sociais, que levam o atacante até o aeroporto se precisar. Que maldade! O destino de Pato deve ser o Internacional, time que o revelou para o futebol.

MAIS DO MESMO

O ano recomeçou nesta quarta-feira (19) para o XV de Piracicaba na Série A2, mas o Alvinegro apresentou os mesmos erros. Vencia o Votuporanguense por 2×0, no Barão da Serra Negra, mas cedeu o empate quase no final da partida. É uma sina que persegue o time pelo menos desde 2008, quando caiu em casa diante do Atlético Sorocaba na final da Copa Paulista já nos acréscimos. A classificação para a fase decisiva da A2 fica mais difícil com esses tropeços em seus domínios. Assim, desanima até o mais fanático torcedor!

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar