fbpx
Vídeos

‘Ficar longe da família foi complicado’, diz atleta

Denis Quellis fala sobre dificuldades e expectativas para o programa O LÍDER

Denis Quellis, atleta da seleção brasileira de canoagem slalom, mora em Foz do Iguaçu (PR), onde treina com a equipe permanente de olho no Mundial Júnior e Sub-23. A competição será realizada em Cracóvia, na Polônia, entre os dias 13 e 17 de julho. Piracicabano, ele aproveitou a folga no calendário para visitar a cidade e concedeu entrevista ao programa O LÍDER, exibido na última sexta-feira (20) pelo canal 13 da NET Piracicaba.

“O foco agora é o Mundial e depois vou continuar treinando mesmo durante as Olimpíadas. No final do ano, tenho o Campeonato Brasileiro e quero focar para ficar bem posicionado no ranking e permanecer na seleção”, disse o atleta. Denis deve voltar ao Paraná na semana que vem para intensificar o trabalho – apesar de remar em Piracicaba, a estrutura em Foz do Iguaçu exigem mais do canoísta, sobretudo por conta do canal artificial. “No começo foi bastante difícil a distância com a família, mas é algo que com o tempo você acaba se habituando”, afirmou.

EXPECTATIVAS

Perguntado sobre as expectativas para o Mundial, Denis é realista. Aos 17 anos, o piracicabano sabe que tem muito a evoluir ainda no esporte, apesar de considerar a própria referência na modalidade. “Dá para brigar para classificar para final, mas acho que ainda falta um pouco de experiência para falar em medalha. O meu ciclo é para brigar por uma vaga olímpica em 2020”, revelou. Confira a entrevista em que o atleta da seleção brasileira de canoagem slalom fala sobre rotina, dificuldades que enfrenta e expectativas para o futuro no esporte.

Voltar