fbpx

Líder Esportes

Opinião

Vencer é melhor do que jogar bem

*Capa: Mauricio Bento/Líder Esportes

Analisando as duas últimas partidas do XV de Piracicaba, contra Taubaté e Guarani, fiquei com a impressão de que a estratégia para ambas era simples: jogar por uma bola. Não vou entrar no mérito se é ou não ideal, mas deu certo. Em Taubaté, o Alvinegro pouco ficou com a bola, mas fechou bem os espaços, obrigando o adversário a chutar de longe. Raras foram as oportunidades de gol criadas pelo Burro da Central. Dizer que o XV foi covarde ao recuar muito cedo, é questionável. Havia opções no banco para permanecer no campo de ataque e trabalhar mais a bola? Para mim, sem o domínio do jogo, só restou ao XV se defender. Quando roubava a bola, acelerava o jogo partindo em contra-ataque. Estava dando certo, mas, em um erro individual, aos 45min do segundo tempo, o adversário fez o gol.

Contra o Guarani, uma equipe superior ao Taubaté, foi pressão do início ao fim. Foram muitas chances claras que o Bugre desperdiçou. Algumas delas, exigindo boas defesas de Samuel Pires. No primeiro tempo, o XV não chutou uma bola ao gol. Já no segundo, após cruzamento de Pedrinho e falha de Marcílio, Jobinho teve a felicidade de acertar uma  ‘bomba’ nas redes. O XV aproveitou o momento e foi para cima nos sete minutos seguintes; depois, o Guarani voltou a ter o domínio do jogo. A defesa, muito pressionada, conseguiu se segurar.

Dos últimos seis pontos disputados fora de casa, quatro foram conquistados. O futebol cobra resultados, isso não é novidade. De nada adianta jogar bem e não vencer. O Guarani, com méritos, foi ovacionado pela própria torcida após o jogo, mas foi o XV que somou três pontos, que podem decidir a classificação futuramente. Se os resultados têm aparecido, não podemos dizer o mesmo do futebol. Não tem faltado entrega, raça, disposição, e principalmente, eficiência na conclusão das pouquíssimas oportunidades que aparecem. Porém, dos sete jogos que o Alvinegro realizou na competição, tecnicamente, nenhum foi convincente. Ainda não teve aquele jogo que passe a segurança para o torcedor, sobre onde esse time pode chegar. É claro que a paixão sempre fará o torcedor acreditar, mas a razão mostra que o Alvinegro tem dificuldade para propor o jogo. Isso precisa ser corrigido.

Vencer é melhor que jogar bem? Sim, com certeza. Porém, jogando bem, as chances de vencer são maiores. O XV está invicto há quatro jogos. É um visitante indigesto. Em quatro jogos, foram duas vitórias e dois empates (66,7% de aproveitamento). Marcou gols (4) em todos os jogos fora e sofreu apenas dois. Vencer o Penapolense é essencial para seguir brigando na parte de cima da tabela e resgatar o torcedor que ficou desacreditado após os fiascos no início da competição.

Marcelo Sá é jornalista no Líder Esportes e na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Voltar