fbpx

Líder Esportes

Futebol Americano

‘Vamos lutar até o fim pela classificação’, diz QB

Em fase de recuperação, Yaggo Brito enaltece Cutters e visa jogo contra Limeira

Yaggo Brito, quarterback do Piracicaba Cane Cutters
Yaggo aguarda com ansiedade o retorno ao campo pelos Cutters (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Yaggo Brito não está descartado para o duelo entre Piracicaba Cane Cutters e Limeira Tomahawk, agendado para o dia 16 de outubro, válido pela terceira rodada da Taça 9 de Julho. Após a grave lesão sofrida na estreia contra o Leme Lizards, quando fraturou a cabeça da tíbia, o quarterback do time piracicabano será reavaliado na semana próxima para saber se terá ou não condições de entrar em campo no jogo decisivo pela competição organizada pela Fefasp (Federação de Futebol Americano de São Paulo). Os Cutters precisam da vitória a qualquer custo para seguir com chances de classificação aos playoffs.

Com o prazo mínimo de recuperação estimado em 30 dias,  Yaggo não participou da partida contra o Jaboticabal Defenders. O desfalque foi decisivo para a derrota do time piracicabano, que segue em busca da primeira vitória na Taça 9 de Julho. “É complicado. Vi o jogo contra Jaboticabal do lado de fora, foi difícil. É muito ruim ficar olhando sem poder fazer nada para ajudar”, disse. Em entrevista ao LÍDER, o QB admitiu que está ansioso para voltar ao gramado, revelou a frustração após a fratura e deixou uma mensagem para os seguidores: os Cutters estão 100% focados na briga pela classificação.

‘Comigo ou não, os Cutters vão entrar em campo para ganhar e vamos jogar com garra’

LÍDER: Em qual estágio está a recuperação da lesão?
Agora estou em um período mais tranquilo, tirei o imobilizador que estava usando no joelho e estou fazendo atividades físicas sem impacto para não forçar. Faço o que posso para recuperar o mais rápido possível. Estou na metade do processo de recuperação, tenho consulta médica na próxima semana. Espero que a avaliação seja positiva e que eu receba o aval para jogar. Estou bastante ansioso para o próximo jogo.

LÍDER: O jogo contra Limeira é decisivo para os Cutters. Há alguma chance de você ir para o jogo? Como o grupo tem trabalhado visando o confronto?
Dependo da avaliação médica. Eu vou fazer uma ressonância e dependo apenas da liberação do médico. Em relação ao grupo, nós estamos trabalhando com várias possibilidades, independente de eu jogar ou não. Nós temos que montar o plano de jogo de acordo com a situação que surgir. Comigo ou não, os Cutters vão jogar para ganhar e buscar a vaga. O grupo está muito motivado para conquistar a classificação.

LÍDER: A lesão, em Leme, foi no primeiro lance do jogo, mas você permaneceu em campo. Naquele momento, sabia da gravidade da lesão? O quanto é frustrante ficar fora?
Não sabia da gravidade da minha lesão no momento em que ela aconteceu. Eu sentia muita dor naquela hora, mas queria permanecer em campo. Eu sabia que naquele momento não tinha ninguém para entrar em meu lugar, queria ajudar como eu pudesse os meus companheiros. Claro que foi frustrante, muito frustrante, porque eu tenho cinco anos no esporte e foi a primeira vez que perdi um jogo por lesão. Ver a partida contra Jaboticabal do lado de fora foi complicado. É muito ruim ficar olhando sem poder fazer nada para ajudar.

LÍDER: O que o torcedor pode esperar dos Cane Cutters no jogo contra Limeira?
Nós vamos jogar com muita garra e com muita raça. Vamos fazer de tudo para conseguir a classificação e, para isso, temos que vencer Limeira. Precisamos do apoio dos nossos torcedores e de tudo que for positivo para buscar a vaga.

Voltar