fbpx
Opinião

Vai começar o Mundial

*Capa: Fifa/Reprodução

O Mundial de Clubes começa nesta quinta-feira (3) com o jogo entre os donos da casa, o Al Jazira, e o AS Pirae, representante da Oceania. O duelo será às 13h30, no horário de Brasília. No sábado (5), jogam Al-Ahly e Monterrey, também às 13h30, ou seja, os campeões africano e da América do Norte. No domingo (6), o campeão asiático Al-Hilal enfrenta o vencedor do duelo inaugural do Mundial de Clubes.

Depois desses jogos preliminares, enfim, na terça-feira (8), o brasileiro Palmeiras entra em campo. O campeão da Libertadores começa o sonho diante do vencedor entre Al-Ahly e Monterrey. A partida será a partir das 13h30, no nosso horário. Entretanto, independente de quem vier, será um adversário complicado. O Al-Ahly é a base da seleção do Egito e, portanto, é uma equipe muito competitiva. Já o Monterrey é um belíssimo time e, assim como o Tigres no ano passado, tem muito dinheiro, muito poder de investimento.

Dito isso, acredito no Palmeiras. Não somente para as semifinais, mas também em uma hipotética final diante do Chelsea. Os ingleses são inegavelmente os melhores, porém, a fase do clube paulista é única. Está em estado de graça, além de um treinador competente que tem o comando total da equipe. Os jogadores confiam no português. Param para ouvi-lo. Dizem que a única ‘laranja podre’ no vestiário alviverde era o volante Felipe Melo, jogador que não mais está no elenco. O ambiente é muito bom e os jogadores vão à Academia de Futebol com alegria para trabalhar.

Quando há um clima como esse tudo fica melhor. Claro que o Palmeiras não é a oitava maravilha do mundo, mas é um time muito eficiente. Sobre a torcida, um elogio também. Fez uma festa linda no início da tarde quarta-feira (2), em frente à Academia de Futebol, na Barra Funda, em São Paulo. Além disso, os palmeirenses esgotaram a carga de ingressos destinada a eles (2.500 bilhetes) em apenas meia hora para a partida de estreia no Mundial.

O que vai acontecer? Ninguém sabe. O que se sabe é que somente quem está lá poderá ganhar. E o Palmeiras é um dos candidatos.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar