fbpx
Corpo & Mente

Treinamento Funcional

Treinamento Funcional - Evandro Delamuta

O treinamento funcional visa melhorar as capacidades físicas – agilidade, coordenação motora, equilíbrio, flexibilidade, força, resistência, velocidade – podendo ser geral ou específico, e aplicado tanto no esporte, visando a melhora do desempenho, quanto para a qualidade de vida, melhorando a capacidade funcional do indivíduo.

Muito se questiona sobre o treinamento funcional: porque treinar, quando treinar, qual é a eficiência e se é lesivo ou não. O grande problema não é o treinamento funcional, mas sim a forma com a qual muitas vezes é aplicado, pois deve-se respeitar uma sequência pedagógica e a individualidade de cada um – e muitas vezes não é isso que acontece. Devido a maior parte das aulas serem realizadas em grupo, com grande número de alunos, o treinamento funcional não segue uma periodização individualizada, então, cabe ao professor identificar o nível de cada aluno, suas deficiências e adaptar os exercícios para cada um deles.

Se você possui algum tipo de lesão, sempre avise o professor para que ele possa adaptar os exercícios

O que observo no dia a dia é que, devido às aulas de treinamento funcional gerarem grande gasto calórico, a maioria dos alunos que praticam não se importa com qual a capacidade física está sendo trabalhada ou o que realmente ele precisa melhorar, mas o quão intenso é e qual o gasto calórico que a aula está proporcionando. Isso não é errado; porém, se você também pratica musculação ou qualquer outro tipo de treinamento, os treinos devem estar periodizados para que não haja nenhuma sobrecarga nas articulações e uma possível lesão por conta do excesso de treinamento.

Se você possui algum tipo de lesão, sempre avise o professor para que ele possa adaptar os exercícios. Se o objetivo é para algum esporte em específico, converse com o professor, pois nem sempre as aulas coletivas serão o melhor para você – e provavelmente ele tenha que criar um treinamento específico para que você possa melhorar o rendimento.

APLICAÇÃO

O treinamento funcional, se aplicado de forma correta, é excelente para reabilitação de lesões ou qualidade de vida, pois otimiza os resultados de aptidão e capacidade de movimento em atividades do cotidiano. Se o objetivo é melhorar o desempenho esportivo, os exercícios devem ser trabalhados de acordo com o gesto motor do esporte e as capacidades exigidas por ele. E se você apenas quer emagrecer, o treinamento funcional proporciona um gasto calórico elevado devido à alta intensidade.

Independente de qual o objetivo, lembre-se de sempre alinhar com o professor sobre as restrições, seu nível de treinamento e seu objetivo, para que, assim, ele possa otimizar seus resultados sem que isso venha lhe gerar lesões futuras. O que espero que tenha ficado bem claro é que o treinamento funcional, como qualquer outro, não é lesivo, desde que o processo pedagógico e adaptativo sejam respeitados.

Evandro Delamuta é personal trainer e colunista do portal LÍDER

Voltar