fbpx
Muay Thai

Thai Cross: condicionamento, dinâmica e técnica

Conheça a modalidade que gera alto gasto calórico e resultados a curto prazo

Thaiane Defalco, professora de Thai Cross
As aulas de thai cross acontecem no Centro de Treinamento Bokator, em Piracicaba (Foto: Líder Esportes)

Imagine uma modalidade que oferece condicionamento físico, dinâmica e técnica, sem contato e respeitando os limites de cada pessoa. Parece ideal, não? É isso que oferece o thai cross, treino funcional que utiliza movimentos e técnicas derivados do muay thai, proporcionando alto gasto calórico. Em uma hora de atividade, são trabalhados os aspectos aeróbico, cardiorrespiratório e funcional, além de técnicas do muay thai e inclusive do jiu-jitsu, o que gera um gasto variável de 700 a 1.200 kcal por aula.

A ideia é desenvolvida em Piracicaba pelo CT Bokator, com os professores Leandro Rigolin e Thaiane Defalco. “Hoje, 90% dos alunos que procuram a academia vem em busca de emagrecimento e qualidade de vida, e procuram o muay thai pela fama que tem no processo da perda de peso, o que é uma realidade. Mas, quando trabalhamos o muay thai, muitas pessoas não querem o contato ou o sparring, pois existe um receio. Assim, não havia como desenvolver o esporte de contato que é o muay thai. A partir disso, idealizamos o thai cross”, contou Thaiane.

Não há restrições, porém, é fundamental realizar uma avaliação médica para participar das aulas de thai cross

De acordo com ela, os resultados têm surpreendido os alunos. “As pessoas que não querem contato, se identificam muito com o thai cross. Além disso, o treino respeita a capacidade de qualquer praticante. Por exemplo: se você chega aqui sedentário, aos poucos vai descobrindo seus limites. Na primeira semana, pode ser que consiga correr apenas 30 segundos, mas na semana seguinte haverá evolução. Nós utilizamos principalmente a carga do próprio corpo, sem excessos”, explicou a professora.

A idade mínima para praticar é de 12 anos. Não há restrições, porém, é fundamental realizar uma avaliação médica para participar. Thaiane aponta ainda para o dinamismo da atividade. “O treino é bastante dinâmico: um dia realizamos circuito, no outro dia usamos os equipamentos de muay thai. Uma aula nunca será igual à outra, não é monótono. O treino é coletivo, motiva e oferece condicionamento físico e emagrecimento”, afirmou. Os resultados podem ser notados a curto prazo: em um mês, os alunos notam a diferença.

Thaiane Defalco, professora de Thai Cross

As aulas reúnem condicionamento físico, dinamismo e a técnica do muay thai (Foto: Líder Esportes)

Há um ano, a contadora Daniela Elias Gimenes, 34, queria emagrecer e melhorar o condicionamento físico. Ela começou a praticar muay thai, mas acabou atraída pelo thai cross quando descobriu a modalidade. “Perdi 7 kg e estou mais disposta para realizar minhas atividades diárias”, relatou Daniela. Assim como a contadora, a analista tributária Eliane Guimarães, 31, participa das aulas três vezes por semana. “Eu malhava em academia e resolvi fazer o thai cross porque é mais dinâmico. Você trabalha todo o corpo e ‘pega muito’. Eu adorei e indico para várias amigas. O meu objetivo é a superação. O treinamento é estimulante”, completou.

SERVIÇO

O CT Bokator está localizado na avenida Manoel Conceição, 1.346, Vila Rezende. As aulas acontecem às segundas, quartas e sextas-feiras, às 8h, 16h e 18h30, e às terças e quintas-feiras, às 9h e 17h30. Mais informações pelo WhatsApp (19) 97101-7345.

Voltar