fbpx
Kickboxing

Teodoro vê equipe no caminho certo: ‘Evolução’

Segundo o treinador, o próximo objetivo é resgatar a hegemonia estadual

Wilson Teodoro, treinador da Company Top Fight
O técnico Wilson Teodoro acompanha o treinamento na academia Company Top Fight (Foto: Líder Esportes)

Na reta final do primeiro trimestre, o kickboxing de Piracicaba ‘refina’ a preparação para o Campeonato Paulista, que será disputado no mês de abril, em Cubatão. Na avaliação de Wilson Teodoro, técnico da equipe Company Top Fight, o trabalho está próximo do ideal. Nesta segunda-feira (12), o treinador avaliou o rendimento do grupo nos três primeiros meses do ano, voltou a destacar a importância de recuperar a hegemonia estadual e reforçou os objetivos para a temporada, entre eles a classificação para o Campeonato Pan-Americano, que será realizado em Cancún, no México. Confira:

AVALIAÇÃO

“A sensação é positiva. Na Copa Tatame, revelamos vários atletas iniciantes que ainda não conheciam o formato da modalidade. Eles fizeram lutas equivalentes contra adversários com mais bagagem no tatame. Isso mostra que o treinamento está surtindo efeito. A ideia é dar sequência ao trabalho. Em abril, vamos lutar o Campeonato Paulista e temos vagas para o Arnold Classic, quero levar alguns atletas para dar mais rodagem. No circuito profissional, a novidade é o Richard Morales, atleta equatoriano que está treinando conosco e pode estrear no WGP. A vinda dele é importante. Atualmente, a Company Top Fight tem braços na Argentina, no Chile e no Equador”.

OBJETIVOS

“A proposta é resgatar novamente a hegemonia que alcançamos em algumas competições, como é o caso do Paulista. Para isso, precisamos trabalhar forte no circuito amador, dando um passo de cada vez: primeiro vamos pensar no Campeonato Paulista, depois preparar o Brasileiro e, finalmente, buscar a classificação para o Pan-Americano, que é um objetivo importante para nós. Os treinamentos têm sido muito técnicos, desenvolvendo a pontuação rápida. Não estamos trabalhando tanto com foco em nocaute. Para a estratégia funcionar, é fundamental controlar o placar”.

EVENTOS

“Nós vamos continuar participando de dois eventos profissionais importantes: o WGP e o Ichiban Kickboxing, no qual o Piacentini (Gustavo, lutador) deverá defender o título. Além disso, estamos aguardando propostas para a realização de eventos no exterior. O Felipe (Artillero) pode disputar um cinturão no Chile e existe a possibilidade dele participar de uma competição na Argentina, contra o Edgardo Cuenca ou o Ignácio Capllonch. No último WGP, o Artillero estava voltando aos treinamentos e soube da luta em cima da hora, depois de passar o fim do ano recuperando-se de lesões. A vitória não veio, mas ele representou a equipe com garra e chegou ao limite. O grupo está bastante concentrado nos objetivos”.

REVELAÇÕES

“A base vem forte. São pratas da casa que estão em um nível bastante elevado. A nova geração chega ao circuito com um formato de competitivo de atleta, desde a parte alimentar ao aspecto psicológico. Um dos problemas que existe para realizar a transição é o saber perder e o saber ganhar, lidar com os resultados. É preciso entender a necessidade de ‘rodar’ para evoluir. Além disso, não pode deixar cair o padrão de treinamento técnico”.

Voltar