fbpx
Lutas

Superação e transformação: piracicabano é campeão de boxe chinês

Bruno Barbedo era obeso, emagreceu 40 kg e transformou a própria vida ao lado do professor Daniel Cruz

Bruno Barbedo, lutador da equipe Boxe Chinês Piracicaba
Bruno Barbedo é lutador da equipe Boxe Chinês Piracicaba (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

O piracicabano Bruno Barbedo conquistou no último fim de semana o título da primeira etapa do Torneio Projeto Kung Fu, realizado no Centro Esportivo Mané Garrincha, em São Paulo. Atleta da equipe Boxe Chinês Piracicaba, Barbedo é juvenil e disputa a divisão de peso de 82,1 kg a 88 kg, mas protagonizou uma façanha na capital paulista: sem adversários na categoria, o lutador aceitou o desafio de participar do torneio adulto absoluto (sem limite de peso), nível intermediário. O triunfo por pontos na decisão contra um rival 20 kg mais pesado foi bastante celebrado.

“Eu estava preparado, fui lá para lutar e não fiquei nervoso. Vencer era uma consequência e consegui. Foi um baita desafio”, afirmou o atleta, que é treinado pelo professor Daniel Cruz há um ano e meio e segue invicto em 2022 – são dois títulos em dois eventos disputados. “Fiz o que eu podia fazer de melhor. No primeiro round, comecei com uma sequência de chutes e cruzados, percebi que o adversário sentiu, mas ele venceu na base da força. No segundo e no terceiro rounds, encaixei um grande volume de golpes. Como sou mais leve e tenho mais agilidade, isso também ajudou a decidir a luta”, falou Barbedo.

Bruno Barbedo, lutador da equipe Boxe Chinês Piracicaba, e o técnico Daniel Cruz

Barbedo treina com o professor Daniel Cruz há um ano e meio (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

O lutador piracicabano garantiu ainda que o papel do professor foi fundamental no título. “O Daniel é muito importante, é o meu elo com o esporte. No segundo round, eu confesso que pensei em desistir, mas ele me deu forças para continuar. Além disso, meus pais estavam lá no ginásio, foi bem legal. Agora, o que vier pela frente eu topo. Qualquer desafio”, disse.

SUPERAÇÃO

A medalha de ouro no Projeto Kung Fu teve sabor especial para Barbedo, mas não apenas pela dificuldade imposta pelo adversário. O título foi a coroação de uma mudança de vida que inclui musculação, dieta e, claro, boxe chinês. “Quando eu tinha 12 ou 13 anos, eu pesava 122 kg. Então, decidi transformar minha vida e emagreci 40 kg. A luta em São Paulo não significou apenas ganhar um título, pois foi o símbolo de todo o sacrifício que fiz nos últimos anos”, relatou o campeão, que é visto como exemplo pelos amigos – alguns, inclusive, começaram a praticar esportes influenciados pela mudança de Barbedo.

Bruno Barbedo, lutador da equipe Boxe Chinês Piracicaba, e o técnico Daniel Cruz

Atleta e treinador se dedicam diariamente ao boxe chinês e já colhem resultados (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Segundo o atleta, o ‘estalo’ inicial para decidir pela transformação ocorreu porque não encontrava roupas de seu tamanho nas lojas que gostava. “Isso era muito difícil. Hoje, além de roupas que ficam bem, tenho mais confiança, mudei totalmente minha vida. Foi como se eu tivesse nascido de novo. Passei por uma reeducação alimentar e alterei o meu metabolismo. O esporte tem um peso importantíssimo nesse sentido. É um meio de tirar o estresse e também é onde eu me sinto à vontade. O fato de eu gostar de estar aqui me faz muito bem”, completou.

Voltar