fbpx
Automobilismo

Suenaga ‘passeia’ na Copa ECPA de Fórmula Vee

Piloto paulistano venceu as quatro primeiras corridas da temporada 2022 em Piracicaba

André Suenaga, piloto paulistano de Fórmula Vee
André Suenaga vem dominando a atual temporada em Piracicaba (Foto: Fernando Santos/Fórmula Vee)

Quatro provas e quatro vitórias. Com o melhor início da história da Copa ECPA de Fórmula Vee, André Suenaga dominou a abertura da competição em Piracicaba. O piloto paulistano venceu as três provas na super etapa disputada entre os dias 14 e 15 de maio no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo). Suenaga faturou a vitória na divisão Elite 1 e venceu também as duas corridas válidas pela Elite 2, que teve a primeira prova remarcada para o domingo (15).

“Eu já tenho dois títulos na Copa ECPA, na divisão Máster, mas essa tem sido a minha melhor temporada na Fórmula Vee. Foram apenas duas etapas, faltam seis e ainda há muito a disputar”, falou Suenaga, que somou ainda três pole positions e garantiu também as quatro vitórias na divisão Máster, para pilotos acima de 40 anos. Saulo Soares foi o único que conseguiu superar o atual líder na briga pela pole e está na segunda posição na classificação geral e também na Máster. A próxima etapa da Copa ECPA de Fórmula Vee será no dia 18 de junho.

ACIDENTE

A super etapa em Piracicaba foi marcada ainda por um acidente com o piloto Rafael Costa, que teve problemas no sistema de freio, passou reto no miolo sinuoso do autódromo de Piracicaba e bateu na proteção de pneus. “Felizmente, foi apenas um susto enorme”, afirmou Rafael Costa, que não sofreu nenhum ferimento. A prova foi disputada no sábado (14) à tarde, pela segunda etapa da Elite 2, e acabou interrompida durante 26 minutos para o atendimento médico e a remoção do carro.

Na divisão Light, para pilotos novatos, Vinícius Brito venceu as duas provas pela Elite 2 e lidera com 50 pontos. Douglas Taranto é o segundo colocado, com 40. André Américo e Daniel Ribeiro dividem a terceira posição, com 31. Brito obteve a pontuação máxima nas duas corridas, incluindo os pontos extras pelas poles, voltas mais rápidas e liderança na primeira metade das corridas até a intervenção do safety car para o reagrupamento. Na Elite 1 Light, Edson Schimdt conquistou a segunda vitória e também está na frente na classificação, com 48 pontos, seguido por Bruno Caravaggi (37) e Guilherme Ribeiro (32).

Voltar