fbpx
Futebol

Sub-15 e 17 vão bem fora; sub-20 perde em casa

No elenco profissional, goleiro Luiz Fernando realiza cirurgia no ombro direito

*Capa: Arquivo/Mauricio Bento/Líder Esportes

Depois de estrear vencendo o São Carlos por WO, as categorias de base do XV de Piracicaba, enfim, entraram em campo pelo Campeonato Paulista Sub-15 e Sub-17. Jogando no estádio Augusto Schimidt Filho, contra o Rio Claro, as equipes do Nhô Quim conquistaram bons resultados no último sábado (14) contra os donos da casa. O time infantil do XV, comandado pelo técnico Rafael Vinícius, saiu atrás no placar, com gol marcado por Iury, aos 28min do primeiro tempo, mas conseguiu buscar o resultado graças ao atacante Bruno Felipe, que marcou aos 40min da etapa final, decretando o empate por 1×1.

Duo Imóveis

A equipe juvenil, comandada pelo técnico Dênis Augusto, conseguiu derrotar o Galo Azul por 1×0. A vitória passou a ser construída aos 16min do segundo tempo, quando Igor Gabriel marcou o único gol do jogo. No próximo sábado (21), as equipes voltam a campo para encarar o Independente, no estádio Comendador Agostinho Prada, em Limeira. Os confrontos, que são válidos pela terceira rodada da competição, acontecem às 9h (infantil) e às 11h (juvenil).

Já a estreia no Campeonato Paulista Sub-20 da Primeira Divisão não foi da forma que o XV de Piracicaba esperava. Jogando no Barão da Serra Negra, no último sábado (14), a equipe comandada pelo técnico Diego Favarin acabou derrotada por 2×0 para o Botafogo de Ribeirão Preto. Os gols foram marcados pelos atacantes Pedro e Toninho, ambos no segundo tempo do confronto. O Alvinegro volta a campo no próximo sábado (21), às 15h, para encarar o Velo Clube no estádio Benito Agnelo Castellano, em Rio Claro. A partida é válida pela segunda rodada.

CIRURGIA

O goleiro Luiz Fernando realizou na manhã desta segunda-feira (16) uma cirurgia no ombro direito, para corrigir um problema no tendão supra-espinhal, ocorrido durante a disputa do Campeonato Paulista da Série A2. Como o prazo de recuperação varia de três a cinco meses, o arqueiro deve ter o contrato estendido com o XV, atendendo o que é previsto em lei.

Voltar