fbpx

Líder Esportes

Futebol

Sem ‘pólvora’, XV apresenta futebol fraco e perde outra no Barão

Alvinegro é derrotado em casa pelo São Bernardo e já soma 345 minutos sem fazer gols

Gustavo Hebling, volante do XV de Piracicaba
Alvinegro volta a decepcionar jogando no Barão da Serra Negra: segunda derrota (Foto: Elcio Fabretti)

O XV de Piracicaba conheceu na noite desta segunda-feira (3) a segunda derrota consecutiva em casa na Série A2 do Campeonato Paulista. Jogando no Barão da Serra Negra, o Alvinegro perdeu para o São Bernardo por 1×0, em jogo válido pela 11ª rodada. O gol dos visitantes foi marcado por Léo Castro, em cobrança de pênalti no último minuto da partida. Com a derrota, o Nhô Quim permanece na quarta colocação, com 19 pontos. O próximo compromisso é nesta quinta-feira (6), às 22h, contra o Rio Claro em Santa Bárbara d’Oeste.

Sem ‘pólvora’, o time dirigido pelo técnico Moisés Egert acumula agora 345 minutos sem marcar gols – foram 90 minutos nos jogos contra Taubaté, Red Bull Brasil e São Bernardo, e mais 75 minutos no confronto com o Oeste, que terminou empatado por 1×1, com o gol de Érison aos 15min do primeiro tempo. Apesar dos poucos gols sofridos (7 em 11 partidas), o ataque não tem se mostrado efetivo: são apenas dez tentos anotados em 11 rodadas, média inferior a um gol por jogo. A sequência negativa de quatro duelos sem vencer e o mau futebol apresentado aumentou – e muito – a pressão sobre o treinador.

ESCALAÇÃO

Com mais uma ‘maratona’ nesta semana, Moisés continuou com o rodízio entre os atletas e fez quatro mudanças na equipe titular, colocando em campo Matheus Nogueira; Cleiton Savedra, Renan Dutra, Adalberto e Ronaell; Gustavo Hebling, Maicon Souza e Guilherme Garré; Jean Dias, Juninho Potiguar e Tito. Aos 22min do segundo tempo, o treinador fez a primeira mudança: tirou Tito para a entrada de Érison. Aos 33min, Mazinho ocupou o lugar de Juninho Potiguar. Nas duas últimas trocas, Léo Duarte e Bruninho substituíram Gustavo Hebling e Jean Dias.

RESUMO

A partida começou o roteiro parecido de jogos anteriores: as duas equipes buscando o ataque e falhando muitos passes. Aos 6min, Adalberto fez lançamento do campo defensivo e encontrou Juninho Potiguar, que finalizou com perigo, tirando tinta da trave esquerda de Gabriel Gasparotto. O São Bernardo respondeu aos 11min, em uma jogada semelhante: Pará lançou Maranhão, que chegou batendo e viu a bola ‘caprichosamente’ sair pela linha de fundo. A melhor chance do Nhô Quim aconteceu aos 32min. Após passe de Tito, Guilherme Garré saiu na cara de Gabriel Gasparotto, que conseguiu defender. No rebote, Juninho Potiguar, que tinha o gol livre, carimbou a trave.

Os visitantes iniciaram a segunda etapa com a iniciativa. Aos 3min, Rodrigo Souza carregou a bola pelo meio e arriscou de longe, levando perigo à meta de Matheus Nogueira. O XV respondeu aos 10min. Cleiton Savedra tocou para Juninho Potiguar dentro da área, o camisa 11 fez a conclusão de primeira e o goleiro conseguiu desviar para escanteio. Quando o jogo se encaminhava para terminar sem gols, aos 50min, o São Bernardo teve um pênalti marcado a seu favor. Léo Castro foi para a cobrança e não desperdiçou: 1×0.

Voltar