fbpx

Líder Esportes

Ginástica Artística

Sem competição, Diogo Soares segue plano de trabalho intenso

Ginasta piracicabano treina com carga de trabalho que varia entre quatro e cinco horas diárias

Diogo Soares, ginasta da Academia Pira Olímpica
Diogo Soares fez toda a base e transição para o rendimento na Academia Pira Olímpica (Foto: Líder Esportes)

Ainda sem calendário competitivo devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o ginasta piracicabano Diogo Soares segue o planejamento traçado pelo técnico Daniel Biscalchin na Academia Pira Olímpica. O atleta treina de segunda a sexta-feira, com uma carga de trabalho que varia entre quatro e cinco horas diárias. A princípio, Diogo disputará em maio o Pan-Americano, nos Estados Unidos. O evento garante vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio para os dois primeiros colocados no individual geral.

“Infelizmente, várias competições que estavam programadas para o início do ano já foram canceladas e estamos na expectativa do Pan-Americano, que será uma competição classificatória. Em janeiro, participamos de um período de treinamentos no CT Time Brasil, no Parque Olímpico, e pude fazer uma avaliação em relação ao desempenho do Diogo. De lá para cá, estamos seguindo nesta linha de corrigir os detalhes para que, em um futuro próximo, ele evolua ainda mais”, falou o treinador.

POUPADO

No próximo fim de semana, a seleção brasileira se reúne novamente para mais um training camp no Rio de Janeiro. O ginasta piracicabano, entretanto, será poupado da atividade realizada pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG). “Vamos preservá-lo. O Diogo ainda não está 100% fisicamente e, como não teremos uma competição tão cedo, não vamos acelerar o planejamento. O objetivo agora é fazer as correções, cuidando bem da flexibilidade e coordenação. Depois, vamos apertar o passo quando estivermos mais próximos de um evento”, afirmou Biscalchin.

A parceria entre atleta e treinador, que começou quando Diogo Soares tinha apenas 4 anos, já rendeu importantes resultados para a ginástica brasileira, entre eles duas medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2018, além de uma prata nas argolas do Mundial Juvenil e o título individual geral da etapa de Praia Grande do Campeonato Brasileiro Adulto, ambos em 2019. “O trabalho vem dando resultado e o Diogo está evoluindo bastante, inclusive no aspecto mental. Estamos no caminho certo”, completou o técnico.

Voltar