fbpx

Líder Esportes

Boxe

Ramon Batagello é convocado para seleção brasileira

'Estava batalhando por esse dia', comemora o lutador do Centro Esportivo MR

Ramon Batagello, pugilista do Centro Esportivo MR
O lutador piracicabano Ramon Batagello é pugilista do Centro Esportivo MR (Foto: Arquivo Pessoal)

Medalha de bronze na última edição do Campeonato Brasileiro, o lutador piracicabano Ramon Batagello começou a temporada 2021 com boas notícias. O pugilista do Centro Esportivo MR foi convocado para integrar a Seleção Brasileira de Boxe Olímpico e, na última terça-feira (5), já se apresentou no Centro de Treinamento de Alto Rendimento da CBBoxe (Confederação Brasileira de Boxe), em Santo Amaro, onde participará de um período de treinamentos e avaliações.

Em 2017, o atleta também foi chamado para treinar com a seleção nacional, mas não conseguiu participar em razão de motivos particulares. Agora, ele comemora a nova oportunidade. “Já faz algum tempo que eu estava batalhando por esse dia. Em 2017, não consegui participar, mas continuei tentando porque eu sabia que a minha vez chegaria. O que eu precisava era de tempo e seguir treinando muito. Tudo tem a sua hora. Esse período será ótimo para mim, porque eu vou treinar com os melhores atletas e isso vai me ajudar a evoluir na modalidade”, destacou Batagello.

PREPARAÇÃO

Acostumado a competir diversas vezes ao longo do ano, o lutador piracicabano enfrentou um momento atípico em 2020 por conta da pandemia da Covid-19. Em 12 meses, Batagello disputou apenas o Campeonato Brasileiro, que teve a 75ª edição realizada em São Paulo, no mês de dezembro. O atleta do Centro Esportivo MR conquistou a medalha de bronze na competição, na categoria super pesado (+91 kg). A boa performance resultou na convocação para a seleção.

“Infelizmente não consegui ser campeão brasileiro no fim do ano passado, mas todos viram o meu desempenho e consegui ser convocado para a seleção nacional. Não tive férias e não deixei de treinar um único dia. Quero agradecer ao Gustavo Zandoval e ao Marcos Ribeiro (treinadores), e também agradecer o Coliseu Boxe Center (Ramon Batagello realizou intercâmbio durante 60 dias com a equipe de São Paulo). Eles foram os responsáveis pela minha preparação”, finalizou o pugilista.

Voltar