fbpx

Líder Esportes

Taekwondo

Radicado em Piracicaba, jovem atleta disputa Grand Slam

Aos 12 anos, Antonio Berto sonha em conquistar o mundo no taekwondo

Guilherme Eleutério, Antonio Berto e Valter Berto Junior, equipe VJB Team
Guilherme Eleutério, Antonio Berto e Valter Berto Junior: equipe em preparação para o Grand Slam (Foto: Selam)

Radicada em Piracicaba há seis meses, a equipe VBJ Taekwondo Team, fundada em 2007, tem compromisso previsto para o mês de abril, no Rio de Janeiro: o Grand Slam 2021, organizado pela Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD). A competição define a composição da seleção brasileira para a próxima temporada. Praticante da modalidade desde os 3 anos de idade, o jovem atleta Antonio Berto, que hoje tem 12 anos e é faixa preta 2º Dan, entra no tatame em busca de uma vaga na categoria cadetes.

Antonio, que participou do evento em 2020, está motivado para a disputa – a data do Grand Slam poderá ser adiada, conforme os indicadores da pandemia da Covid-19. “O meu sonho é me tornar melhor a cada dia e ser campeão mundial”, afirmou o garoto. Apesar de jovem, o currículo do atleta tem conquistas relevantes, como o título do Campeonato Paulista, em 2019, e as medalhas de bronze no Brasileiro do mesmo ano e na Copa do Brasil, em 2018.

Os bons resultados têm uma explicação: a disciplina. Antonio, que está no sétimo ano do ensino fundamental, estuda no período da manhã e treina diariamente, com exceção aos domingos, das 17h às 19h. A parte física fica a cargo do preparador Guilherme Eleutério, 24, que é faixa preta 3º Dan. Já o aspecto técnico é responsabilidade de Valter Berto Junior, 38, mestre 6º Dan e pai de Antonio. “Essa relação em alguns momentos se torna difícil, pois a cobrança acaba ultrapassando os tatames”, revelou.

Antonio Berto, atleta de taekwondo

Antonio Berto sonha em conquistar um dia o título mundial de taekwondo (Foto: Selam/Divulgação)

Graduado em educação física, Valter construiu uma carreira vencedora no esporte. Na condição de atleta, foi tricampeão brasileiro e venceu quatro vezes o Campeonato Paulista. Do lado de fora do tatame, foi o primeiro técnico do Estado de São Paulo a atuar nos Jogos Escolares de Taekwondo, dirigiu a seleção paulista por quatro temporadas e acumulou experiências internacionais como treinador no Pan-Americano, nos Estados Unidos, e no Mundial de Cadetes, no Uzbequistão, ambos em 2019. O propósito com a equipe VBJ, porém, não é apenas competitivo. “Nosso objetivo é formar bons cidadãos e atletas através do esporte”, complementou Valter.

Voltar