fbpx
Futebol

Pugliese elogia atuação e dispara contra arbitragem

Técnico critica árbitro do jogo contra Juventude; Alvinegro coleciona baixas no elenco

*Capa: Arquivo/Vitor Prates

Após empatar por 1×1 com o Juventude-RS e ser derrotado por 8×7 nos pênaltis, o XV de Piracicaba deu adeus à 32ª edição da Copa do Brasil. Com a eliminação, o Nhô Quim também deixou de arrecadar mais R$ 1,5 milhão, valor referente à cota da terceira fase da competição. Pela participação no torneio nacional, o Alvinegro recebeu R$ 540 mil na primeira fase e mais R$ 650 mil na segunda etapa. Em entrevista concedida após o duelo contra o time gaúcho, o técnico do XV, Tarcísio Pugliese, enalteceu o desempenho da equipe e criticou a arbitragem.

“Jogamos muito bem. O time brigou muito e acredito que, se alguém merecia vencer, era a nossa equipe, pois buscamos propor o jogo desde o início. A arbitragem foi muito infeliz na partida toda, foram muitas faltas contra o XV e, em situações idênticas, essas faltas não foram marcadas contra o adversário. No começo do jogo, por duas ou três vezes, os jogadores do Juventude foram para cima do árbitro (Rodrigo Carvalhaes de Miranda) de forma extremamente veemente e ele não tomou atitude nenhuma. Na minha frente, os atletas do Juventude falaram coisas absurdas para o bandeira, que também não tomou atitude nenhuma”, criticou.

“Não sei qual o nível de experiência dele (árbitro) para estar atuando em uma partida dessa, pois o nível de estresse é muito grande. Tem muita coisa envolvida e você precisa ser muito frio, ter passado por algumas situações para conduzir bem isso. Um cara experiente é suscetível a cometer erros e os comete. O juiz errou bastante e, depois da pressão que o Juventude-RS deu nele (após um choque dentro da área, envolvendo o meia Pedro Ken), ele começou a errar com bastante frequência contra a gente”, concluiu Pugliese.

DESFALQUES

O XV de Piracicaba volta a campo no próximo domingo (1º), às 18h, para encarar o Sertãozinho no Barão da Serra Negra. A partida é válida pela nona rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Com problemas musculares, o lateral-direito Jéfferson Feijão, o volante Bruno Lima e o atacante Caio Mancha passarão por exames e devem desfalcar o Nhô Quim. O zagueiro Gilberto Alemão e os atacantes Kadu e Marcelinho, suspensos, estão fora do confronto.

Os volantes Fraga e Samuel Andrade continuam vetados pelo departamento médico. O zagueiro Douglas Marques, o volante Hiroshi e o atacante Raphael Macena estão em fase de transição para o campo e dificilmente serão relacionados para encarar o Touro dos Canaviais.

Voltar