fbpx
Futebol

Pugliese deve repetir time; XV concretiza parceria

Walfrido é o único desfalque para Penápolis; clube anuncia acordo com a Drogal

Assinatura de contrato de parceria entre XV de Piracicaba e Rede Drogal
A assinatura do contrato aconteceu na sala de imprensa do Barão da Serra Negra (Foto: Vitor Prates)

Em busca da classificação, o XV de Piracicaba volta a campo neste sábado (2), às 19h, para encarar o Penapolense no estádio Tenente Carriço, em Penápolis. Sem poder contar com o volante Walfrido, que recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Taubaté, o técnico Tarcísio Pugliese deve promover apenas uma alteração no time titular. Após cumprir suspensão automática e recuperar-se de uma lesão na coxa, o volante Bruno Lima disputa uma vaga no meio-campo com Elias Ceará. O atacante Misael, recuperado de dores na coxa, deve ser confirmado na equipe que inicia a partida.

“A tendência é que o mesmo time que enfrentou o Taubaté jogue contra o Penapolense, com exceção do Walfrido”, disse Pugliese. O lateral-esquerdo Michel, lesionado, segue de fora. Nesta sexta-feira (1º), termina o prazo de inscrições para a primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista. Os atacantes Bruninho e Lucas Formiga serão inscritos na competição. A última das 26 vagas que o clube tem direito deverá ser preenchida por um atleta de base. “Para esta fase, mais nenhum atleta chegará ao clube. Essa possibilidade será analisada para possíveis trocas, no caso da confirmação da classificação para a próxima fase”, disse o gestor de futebol Beto Souza.

PARCERIA

Nesta quinta-feira (28), o XV firmou uma parceria com a Rede Drogal. A assinatura do contrato aconteceu no estádio Barão da Serra Negra. “A parceria vem de longa data. Estamos com o XV há aproximadamente 14 anos. Agora, nessa nova gestão, conhecemos todos que ali estão. O Arnaldo (Bortoletto, presidente) nós já conhecemos há muito tempo. Vimos o trabalho sério que eles começaram a fazer, com essa reestruturação na diretoria, no Conselho (Deliberativo) e no próprio time do XV”, disse Marcelo Cançado, diretor da Rede Drogal.

Pelo acordo, a marca da empresa deverá ser estampada no muro do estádio municipal e na cobertura do banco destinado aos policiais que fazem a segurança da arbitragem. “A parceria não envolve dinheiro, mas nós deixamos de gastar. É uma forma de economizar, pois o XV teria que comprar os produtos e medicamentos. Há recomendações médicas para os atletas, com toda parte de suplementação, que a Drogal vem trazendo para a gente. O gasto que tínhamos anteriormente era de R$ 3 mil a R$ 4 mil por mês”, disse o presidente do XV, Arnaldo Bortoletto.

Voltar