fbpx
Kickboxing

Projeto quer fazer diferença na vida de crianças

Atleta profissional, Gustavo Piacentini é professor do Lutando para Vencer

Projeto Lutando para Vencer Kickboxing - professor Gustavo Piacentini
Piacentini: aprendizado serve também para os professores do projeto (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Campeão brasileiro profissional e dono de um cartel com mais de 80 lutas no kickboxing, Gustavo Piacentini está acostumado a desafios. O maior deles, entretanto, não está sendo em cima do ringue. Recordista de títulos dos Jogos Abertos do Interior, ele é um dos professores do projeto Lutando para Vencer, promovido pelo Centro Esportivo MR. As atividades, que atendem prioritariamente crianças e adolescentes dos 7 aos 17 anos, foram aprovadas via chamamento público e são financiadas pela Prefeitura de Piracicaba, atendendo as determinações do Marco Regulatório (Lei Federal 13.019/2014).

As aulas acontecem em núcleos espalhados pela cidade e são gratuitas à população. Piacentini é o professor no Centro Esportivo MR (Travessa Almeida Júnior, 403, bairro Nova América). No espaço, que mantém parceria com a Casa do Bom Menino, as classes acontecem às segundas e quartas-feiras, das 16h às 17h, e às sextas-feiras, das 9h às 10h. “É uma experiência nova para mim. Tem sido gratificante usar o tempo e o conhecimento para contribuir com uma causa nobre. É muito gostoso saber que o que a gente faz aqui pode ajudar na formação da ‘molecada’. Eles têm potencial para aprender e precisam de exemplo”, disse Piacentini.

‘Fazer a diferença na vida das pessoas é algo muito maior do que a diferença que um resultado pode fazer na minha’

A procura pelas aulas aumentou em três meses de projeto. Os alunos participantes não tem qualquer custo: materiais como faixas, luvas ou sacos de pancada também são cedidos. A única exigência é o acompanhamento de um responsável para autorizar a participação. “O importante é que as crianças tenham vontade de aprender. O nosso foco é começar do zero, quem está entrando não conhece a modalidade, o que significa o kickboxing. Nós vamos ensinar essa parte teórica e começar com a introdução básica aos fundamentos, além de condicionamento físico”, contou o professor.

Para Piacentini, a oportunidade para as crianças e adolescentes é de crescimento e formação humana. “A gente é ‘bombardeado’ pelo clichê de que o esporte ajuda a tirar as crianças da rua e das drogas, mas, pela vivência que tenho, não apenas como atleta, sei que isso vai muito além”, afirmou. “Muita gente entra aqui com uma cabeça e sai com outra, entra criança e sai homem. O esporte ajuda a diferenciar o que é certo e o que é errado, e contribui inclusive para reforçar valores de ética e moral. Isso é muito mais importante do que formar qualquer campeão”, complementou.

Projeto Lutando para Vencer Kickboxing - professor Gustavo Piacentini

As aulas acontecem três vezes por semana no Centro Esportivo MR (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Os ensinamentos, porém, não se restringem aos alunos. Para Piacentini, a participação no projeto o fez enxergar o esporte de uma forma diferente, sobretudo após a derrota inesperada na última luta profissional que fez. “Realmente, é algo bem diferente do que estou acostumado. A gente tem que aprender a lidar com as crianças, fazê-las entender a importância do trabalho. Eu estava mal após a última derrota, mas vir aqui e fazer o bem para o próximo me fez perceber muitas coisas. Fazer a diferença na vida das pessoas é algo muito maior do que a diferença que um resultado pode fazer na minha”, finalizou.

SERVIÇO

O Centro Esportivo MR está localizado na travessa Almeida Junior, 403, bairro Nova América (duas quadras acima da avenida Independência). Mais informações pelos telefones (19) 9.8305-6451 ou (19) 3433-3825.

Voltar