fbpx
Boxe

Projeto foca no desenvolvimento da modalidade

Programa Boxe para Todos oferece aulas gratuitas para população piracicabana

Marcos Ribeiro, treinador da equipe de boxe do Centro Esportivo MR
O professor Marcos Ribeiro é responsável pelo projeto Boxe para Todos, em Piracicaba (Foto: Líder Esportes)

O projeto Boxe para Todos começa a temporada 2020 com o foco voltado no trabalho de desenvolvimento da modalidade. O programa, que é uma iniciativa do Centro Esportivo MR e foi aprovado via chamamento público, em parceria com a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras), oferece aulas gratuitas de boxe para crianças com idade mínima de 7 anos. As atividades atendem as determinações do Marco Regulatório (Lei Federal 13.019/2014).

“Nós estamos dando continuidade ao trabalho com os alunos do ano passado. Faltam dois meses para fechar o segundo ciclo. No momento, não pensamos em competições, pois competir gera um custo alto e não temos condições de competir com frequência. Em 2020, vamos focar diretamente no projeto. Vamos fazer competições que são pontuais, mas isso vai depender do apoio para custear as despesas. Em meados de março, iniciaremos o terceiro ciclo e, nesse momento, começaremos a pensar na parte competitiva”, disse o idealizador do projeto, Marcos Ribeiro.

No núcleo do Centro Esportivo MR (Travessa Almeida Junior, 403, bairro Nova América), as aulas acontecem às segundas, terças e quintas-feiras, a partir das 9h, para crianças e adolescentes com idade entre 7 e 17 anos. No período da tarde, as atividades são realizadas de segunda a sexta-feira, às 14h, com faixa etária livre. A metodologia inclui desde o trabalho com alunos que estão iniciando na modalidade aos atletas que estão em nível mais avançado para começar nas competições.

“Nós seguimos o trabalho de base, de iniciação, de fortalecimento e de coordenação. Oferecemos isso para todo mundo que vem treinar aqui, porém, para quem tem um nível mais avançado ou quem compete, além do trabalho técnico, os atletas estão fazendo um trabalho de preparação física. Trabalho com a metodologia do ATR (Acumulação, Transição e Realização). Na acumulação, nós trabalhamos o volume alto e com baixa intensidade; na transição, inserimos o trabalho físico e agregamos a parte específica com volume baixo e intensidade alta; e a realização é a parte final, com as funções táticas e técnicas”, detalhou Ribeiro.

Voltar