fbpx
Futebol

Piza pede nova postura e muda Guly de posição

Jogador pediu para atuar de primeiro volante; técnico 'garante' melhor futebol

Evaristo Piza, técnico do XV de Piracicaba
Evaristo Piza deve mexer no XV de Piracicaba para o jogo contra o Juventus (Foto: Evandro Pelligrinotti)

A ordem dada nesta sexta-feira (19) pelo técnico Evaristo Piza ao elenco do XV de Piracicaba foi clara: o treinador quer o Alvinegro com uma postura diferente em relação ao comportamento apresentado na estreia do Campeonato Paulista da Série A2, na derrota frente ao Rio Claro. A conversa aconteceu antes do grupo subir ao campo do Barão da Serra Negra para realização do treino coletivo. Neste domingo (21), o time piracicabano enfrenta o Juventus, às 10h, em São Paulo, pela segunda rodada da competição estadual.

Perguntado sobre mudanças na equipe titular, Piza deixou a possibilidade em aberto. “A principal mudança que tem que ocorrer é de postura. As questões táticas eu vou avaliar primeiro com o departamento médico, para saber com quem vou poder contar. A conversa que tivemos foi sobre questões comportamentais. Perder o jogo lutando e sendo uma equipe aguerrida, faz parte. Agora, perder da maneira como perdemos, sem entusiasmo para combater, é difícil de aceitar. Nem se quiser, o XV joga tão mal de novo”, disse.

Assim como o XV, o Juventus também estreou com derrota na Série A2, o que dá peso maior para o duelo de domingo. “Todos os jogos são decisivos. Nós temos 15 partidas e não há returno para recuperar os pontos que perdemos contra o Rio Claro. Nós precisamos reverter a situação atual e sabemos que será difícil, pois o Juventus precisará buscar a vitória em casa. Temos que competir bem e jogar com força. O elenco está ciente disso e tenho certeza que vamos fazer uma grande competição. Não será uma estreia ruim que irá abalar a confiança”, ponderou.

REAÇÃO

Na entrevista pré-jogo, Piza foi questionado sobre a reação do volante Guly, bastante vaiado ao ser substituído contra o Rio Claro. De acordo com o treinador, o atleta ficou surpreso. “A contratação do Guly repercutiu muito e os torcedores esperavam uma resposta dele. O Guly me disse que em 15 anos de carreira na Europa, nunca teve nada parecido com o que aconteceu aqui. Eu acho que a equipe tinha de ser vaiada, mas não concordo que as vaias tenham sido direcionadas apenas para ele. O Guly é um jogador experiente, equilibrado e vai conquistar o espaço dele”, disse.

O espaço que Guly irá conquistar, porém, não será como meia. Piza revelou uma conversa com o jogador, que pediu para fazer a função de primeiro volante. “Ele me pediu para jogar na função específica dele e acho prudente resgatá-lo e dar esse voto de confiança. É uma ideia que eu tenho: postar o Guly na frente da zaga para desenvolver o que ele tem de melhor. Talvez eu mexa com o Formigoni ou Jonathan Costa, são opções para mudança. Ainda tenho dois dias para pensar no que é melhor para o grupo”, completou.

Voltar