fbpx
Automobilismo

Piracicabano faz recorde histórico em Interlagos

Bruno Leme crava a volta mais rápida da história da F-1.600 e vence prova

Bruno Leme, piloto de Fórmula 1600 da equipe Alfia
Bruno Leme fez o recorde da categoria e voltou a vencer na Fórmula 1.600 (Foto: Marcus/Pavan Fotografia)

Inesquecível. Assim foi o fim de semana para Bruno Leme no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Com o tempo de 1min56s644, o piloto piracicabano fez a volta mais rápida na história da Fórmula 1.600, quebrando o recorde que pertencia a ele próprio. Em 2016, Bruno Leme cravou 1min56s666 em Interlagos. A marca histórica foi celebrada pelo piloto da equipe Alfia. “Foi incrível, um fim de semana espetacular. Fazer o melhor tempo da história da categoria é algo muito grande”, disse.

O tempo recorde, porém, não foi a única marca comemorada por Bruno Leme na sexta etapa Campeonato Paulista de Fórmula 1.600. Na sexta-feira (13), o piracicabano pole position com o tempo de 1min57s661, quase um segundo a menos que o segundo colocado Gabriel Silva (1min58s581). Na primeira das duas baterias disputadas no sábado (14), o companheiro de Bruno Leme, Gustavo Favoretto, ficou com a segunda colocação. Na segunda prova do dia, Bruno Leme assumiu o comando do carro número 78 e, após largar em nono devido à inversão de grid, ganhou a corrida.

“Eu estou realmente feliz, pelo resultado e pela performance do carro no fim de semana. Nunca escondemos que o principal objetivo da temporada é conquistar o título e estamos na briga”, afirmou o piloto piracicabano, que é o atual campeão paulista de Fórmula 1.600. A competição é dividida em dez etapas, cada uma com duas corridas de 12 voltas ou duração máxima de 30 minutos, conforme o regulamento. Os cinco piores resultados ao término do calendário são descartados, portanto, a classificação final levará em consideração 15 baterias.

Em 2018, Bruno Leme divide o carro de número 78 com o também piracicabano Gustavo Favoretto. Nas 12 corridas já disputadas, a dupla levou a equipe Alfia ao pódio dez vezes. Além do último fim de semana, Leme e Favoretto ficaram com o segundo lugar nas quatro primeiras corridas. Na terceira etapa, Leme sofreu uma quebra de câmbio, enquanto o companheiro fez prova de recuperação e chegou na terceira posição. A recuperação começou após uma série de ajustes no carro, antes da quarta etapa, quando Leme venceu e Favoretto brigava pela vitória, mas sofreu um acidente. Na quinta etapa, Leme voltou ao posto mais alto do pódio e Favoretto foi o segundo colocado.

Voltar