fbpx
Atletismo

Piracicabano Erik Cardoso é bicampeão brasileiro sub-23

Velocista do Sesi-SP conquista pela segunda vez a prova dos 100 m com a marca de 10s18

Erik Cardoso, velocista do Sesi-SP
O piracicabano Erik Cardoso, velocista do Sesi-SP, é bicampeão brasileiro sub-23 (Foto: Arquivo/CBAt)

A definição dos 100 m, a prova mais rápida do atletismo, com vitória de Vida Aurora Caetano e do piracicabano Erik Cardoso, foi o destaque no primeiro do Campeonato Brasileiro Interclubes de Atletismo Sub-23, que terminou no último domingo (18), no Centro Oficial de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso, em Cuiabá (MT). Erik, velocista do Sesi-SP, conquistou a medalha de ouro e o tempo de 10s18 para se tornar bicampeão nacional sub-23. Renan Galina levou a prata (10s32) e Lucas Rodrigues da Silva ficou com o bronze (10s39).

“Sou grato pela corrida. Tenho treinado bem e agradeço a Deus pela prova. Sei que poderia ter sido mais rápido, mas vamos buscar melhorar a marca no Sul-Americano”, disse Erik, que é treinado pelo técnico Darci Ferreira da Silva. O Brasileiro Sub-23 reuniu 656 participantes (240 no feminino e 416 no masculino), de 119 clubes, representando 25 estados e o Distrito Federal.

O velocista piracicabano é o recordista brasileiro e sul-americano sub-23 da prova, com a marca de 10s01 estabelecida em 2021, em Bragança Paulista. Além do Sul-Americano Sub-23 de Atletismo, Erik vai competir nos Jogos Sul-Americanos de Assunção 2022, com a delegação do Comitê Olímpico do Brasil (COB). “Só depois dos Jogos é que a temporada acaba e aí vamos pensar em fazer um bom ano em 2023, já pensando na Olimpíada de Paris, em 2024”, completou Erik.

FEMININO

Vida Aurora Caetano foi a campeã dos 100 m com 11s72. Letícia Maria Nonato Lima conquistou a medalha de prata (11s85) e Sabrina da Silva Costa foi bronze (11s87). “É meu segundo título brasileiro sub-23, fui campeã em 2020, mas no ano passado eu não me sentia eu mesma. Esta vitória foi bem importante porque foi só a minha segunda competição neste ano. E sei que quando a gente trabalha duro as coisas saem”, disse Vida que agora disputará o Sul-Americano Sub-23 de Atletismo de Cascavel, Paraná. Vida treina com o pai, o técnico Manuel Evaristo.

Voltar