fbpx
Atletismo

Piracicabano é ouro no Equador e Brasil mantém hegemonia

Erik Cardoso contribuiu para a vitória do revezamento masculino 4x100 m no Sul-Americano

Erik Cardoso, velocista do Sesi-SP
O piracicabano Erik Cardoso, velocista do Sesi-SP, venceu o revezamento no Equador (Foto: Arquivo Pessoal)

Com a contribuição do piracicabano Erik Cardoso, atleta do Sesi-SP, o Brasil manteve a longa hegemonia que possui na história do Campeonato Sul-Americano Adulto de Atletismo, que terminou nesta segunda-feira (31), em Guayaquil, no Equador. A seleção brasileira conquistou a 33ª vitória na categoria masculina em 52 edições, tendo alcançado o 25º triunfo consecutivo. No feminino, em 41 competições na história, as brasileiras ganharam também o 33º título, o 26º seguido.

Erik Cardoso integrou o revezamento masculino 4×100 m, ao lado de Felipe Bardi, Derick Souza e Bruno Lins. O quarteto fechou a prova em 39s10 e garantiu o lugar mais alto do pódio. O Brasil também foi campeão no feminino com Vida Aurora Caetano, Ana Claudia Lemos, Ana Carolina Azevedo e Micaela Rosa, que cravaram a marca de 44s91. A equipe, que regressa ao país nesta terça-feira (1º), em voo fretado, fechou o torneio com 49 medalhas (26 de ouro, 11 de prata e 12 de bronze).

No total, em cinco etapas da competição, disputada no Estádio Modelo Alberto Spencer, o Brasil somou 470 pontos, sendo campeão masculino com 246 pontos e feminino com 224. A Colômbia ficou em segundo lugar na classificação geral, com 275 pontos (119 no masculino e 156 no feminino). A delegação do Equador completou a lista dos três primeiros colocados com a somatória de 161,5 pontos (73,5 no masculino e 88 no feminino).

DESTAQUES

Felipe Bardi e Vitória Rosa, que ganharam os 100 m e os 200 m rasos, Thiago do Rosário André, campeão nos 800 m e nos 1.500 m, e Altobeli Santos da Silva, vencedor dos 3.000 m com obstáculos e dos 5.000 m, foram os destaques brasileiros no Sul-Americano com duas medalhas de ouro cada nas provas individuais. Alexsandro Melo também foi ao pódio em duas ocasiões: ele venceu o salto triplo e ficou com o bronze no salto em distância.

Voltar