fbpx
+ Esportes

Piracicabano busca novo triunfo no Circuito Paulista

Jovem de apenas 14 anos, Lucas Oliveira vende brigadeiros para competir

Lucas Oliveira, atleta piracicabano de skate
Lucas Oliveira concilia os estudos e os treinos com as vendas de brigadeiros para levantar recursos

Depois de conquistar o primeiro lugar na categoria amador da etapa de abertura do Circuito Paulista Sesi Skate Street, o piracicabano Lucas Pinheiro de Oliveira, de 14 anos, agora se prepara para o segundo desafio da competição estadual, que será realizado no dia 30 de junho, em Guarulhos. O objetivo do jovem skatista é permanecer no pódio.

“Espero ficar entre os três primeiros colocados. Tomara que eu consiga o primeiro lugar, estou treinando bastante. O nível da competição está alto e sei que os adversários vão treinar bastante também. Seja o que Deus quiser. Como eu já venci a primeira etapa, isso também me dá uma confiança”, destacou Lucas.

O torneio, dividido em cinco etapas, conta com um ranking que definirá os três primeiros colocados que vão disputar o Campeonato Brasileiro. Em busca da vaga, além dos treinos, o piracicabano mantém outros cuidados para ter um bom desempenho nas pistas. “A minha alimentação é balanceada e eu tomo suplementos. Depois que eu volto dos treinos, eu gosto bastante de ouvir músicas e também de assistir vídeos, filmes e séries sobre skate para me inspirar antes de cada prova”, disse o skatista.

BRIGADEIROS

No ano passado, Lucas disputou o Grind for Life, em Los Angeles, e o Valentine’s Day Massacre Coverage, em Tampa, ambos nos Estados Unidos. Na atual temporada, ele tinha o sonho de competir o Far’N High International Skatebord Open, que aconteceu em maio, em Paris, na França, mas não conseguiu arrecadar o valor de R$ 10 mil para pagar a viagem.

Para a disputa das etapas do Circuito Paulista, o skatista continua vendendo caixas com oito brigadeiros ao preço de R$ 10, feitos pela mãe, Ketly Cristina Góes, para custear as despesas. “Eu concilio a escola e os treinos com as vendas pelas ruas da cidade. Nós também aceitamos encomendas e todo o valor é para eu conseguir participar da competição”, finalizou Lucas.

*Foto e texto: Caroline Castilho

Voltar