fbpx
Muay Thai

Piracicabana é prejudicada no Campeonato Paulista

Joyce Franca vence, mas não leva, e arbitragem tenta corrigir erro com medalha

Joyce Franca, lutadora de muay thai da equipe Inside Lukas Bueno
Joyce Franca irá disputar o terceiro evento consecutivo no próximo fim de semana (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

Frustração. Foi com esse sentimento que a Inside Lukas Bueno saiu de Bragança Paulista no último fim de semana, quando a cidade recebeu o Campeonato Paulista de Muay Thai 2018. A equipe piracicabana participou do evento com dois atletas. Juliano ‘Cabelinho’ Françoso ficou com a segunda colocação na categoria iniciante (-58 kg). No avançado (-52 kg), Joyce Franca ‘venceu’, mas não levou: prejudicada pela arbitragem, a piracicabana foi declarada perdedora da final e ficou sem o cinturão da categoria, mas depois recebeu uma medalha de ouro da organização, numa tentativa de corrigir o resultado oficial.

Para o técnico Lukas Bueno, apesar de contestar a decisão dos juízes, a performance da dupla foi positiva. “Nós fomos bem, conquistamos com duas medalhas de prata que poderiam de ser de ouro. O Cabelinho chegou na final e para mim ganhou a luta, mas a arbitragem entendeu que houve empate e forçou o terceiro round. O ritmo dele caiu e acabou sofrendo a derrota. O que aconteceu com a Joyce foi inexplicável. Ela venceu claramente, mas a gente sabe que em luta, não dá para deixar o resultado na mão de juiz nenhum”, disparou o treinador.

“A Joyce vinha de duas derrotas e nós sabíamos que o Paulista é uma competição muito difícil, com lutas muito complicadas. O que irrita é ver que ela fez um combate excelente e, quando os juízes decidiram pelo terceiro round, nós já estranhamos. Só ela atacou o terceiro round e deram a vitória para a adversária. Fui questionar a decisão e um dos representantes da arbitragem questionou também. A organização tentou corrigir, deram uma medalha de ouro para a Joyce, mas valia cinturão. Frustrante”, desabafou Bueno.

A ‘maratona’ de eventos de Joyce Franca tem sequência no próximo sábado (4), quando ela irá competir pelo cinturão na segunda edição do Guararapes Fight. Além do grau de dificuldade da competição, a lutadora terá de dosar o desgaste físico. “Em 2018, priorizamos o trabalho com o foco voltado para o muay thai e o trabalho está sendo muito produtivo. No próximo fim de semana, será mais um desafio. A Joyce está muito cansada, mas tudo é aprendizado e vamos em frente”, finalizou o técnico.

Voltar