fbpx

Líder Esportes

Canoagem

Pedro Aversa confirma duas competições na Europa

Atleta piracicabano vai participar do Mundial de Canoagem Slalom e Descida, na Eslováquia

Pedro Aversa, canoísta da Ascapi/Selam/Piracicaba
O piracicabano Pedro Aversa vai disputar duas competições na Europa (Foto: Arquivo Pessoal)

Com duas provas internacionais agendadas no calendário, o piracicabano Pedro Aversa permanecerá cerca de 15 dias na Europa para competir. A primeira parada do atleta é Bratislava, na Eslováquia, onde entre os dias 21 e 26 de setembro acontece o Campeonato Mundial de Canoagem Slalom, Descida e Caiaque Cross. Na sequência, o canoísta embarca para Oetz, na Áustria, para participar  da Copa Alpe Adria de Canoagem Slalom – Mundial de Caiaque Extremo, que começa dia 8 de outubro.

Aversa chega ao Velho Continente em boa fase. Em agosto, o piracicabano venceu o Estadual de Canoagem Descida, em Aquidauana (MS), na categoria sênior. O evento, que contou com 40 atletas, também fez parte da preparação para as competições internacionais. “Era uma prova diferente do que eu estou acostumado. Foi mais longa, com seis quilômetros, com todos os atletas largando juntos. Eu não dominava muito a embarcação, mas graças ao aprendizado com a canoagem slalom consegui vencer. Agora, meus objetivos são vencer os torneios lá fora”, destacou.

Por conta das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, ao longo do ano Pedro Aversa precisou adaptar os treinamentos. Em casa, ele treinava a parte física, enquanto os trabalhos técnicos foram divididos entre as águas do rio Piracicaba e do rio Jacaré Pepira, que fica na cidade de Brotas. “Com a reabertura, agora consigo treinar na academia com mais facilidade e a Área de Lazer da Rua do Porto também fica aberta por um período maior. Isso ajuda bastante”, disse o piracicabano.

EQUIPE

O atleta também faz parte da Volans Rafting. Assim que retornar da Europa, Aversa também vai disputar a Copa Nova Roma, em Nova Roma do Sul (RS), no final de outubro. Essa será a primeira competição da equipe após o ocorrido na França, quando foram impedidos de disputar o Campeonato Mundial de Rafting. “Depois desse acontecimento nós ficamos ainda mais unidos e fortalecidos. Continuamos treinando juntos ao menos uma vez na semana e logo voltaremos a competir”, finalizou Aversa.

Voltar