fbpx

Líder Esportes

Jiu-Jitsu

Paulo Santos encerra ciclo com título mundial e prata no Paulista

Piracicabano, recém-graduado para faixa marrom, segue fazendo história nos tatames

Paulo Santos, lutador de jiu-jitsu da Alliance JJ
O piracicabano Paulo Santos espera competir mais vezes na temporada 2021 (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

Recém-graduado faixa marrom, o experiente lutador piracicabano Paulo Santos encerrou a temporada 2020 com mais duas importantes conquistas: o título mundial de jiu-jitsu esportivo e a medalha de prata no Campeonato Paulista. As façanhas foram alcançadas na categoria máster 3, peso leve (-76 kg). O Mundial da CBJJE (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo), realizado em Campinas, e o Estadual, em Itu, ocorreram no último fim de semana.

“Estou muito feliz com os resultados. Foram duas competições de altíssimo nível, em duas cidades diferentes e ainda estreitando na faixa marrom. Não está nada mau para um fim de semana”, afirmou Paulo, que representa a equipe da Academia Alliance. “A temporada foi muito difícil para as modalidades esportivas, mas também foi um ano de bastante aprendizado. Tivemos que nos reinventar, treinar mais específico, com número reduzido de atletas parceiros”, destacou.

O lutador piracicabano disputou cinco competições oficiais em 2020. Antes do título mundial e do vice-campeonato estadual, conquistados no último fim de semana, Paulo foi ouro na primeira etapa do Circuito Paulista, organizado pela FPJJ (Federação Paulista de Jiu-Jitsu), e sagrou-se tricampeão brasileiro pela CBJJE, ambos na faixa roxa. “Em todas as competições que disputei, me senti realmente feliz e muito satisfeito com meu desempenho. Graduei e a estreia na faixa marrom não foi nada mau (risos)”, falou.

Questionado sobre o planejamento, Paulo vive a expectativa de lutar mais em 2021. “No próximo ano, espero poder competir mais. Espero também que o problema político gerado pela pandemia acabe e que nos deixem praticar saúde. Ainda não tenho nenhuma competição agendada, mas assim que o calendário estiver disponível, com certeza estarei preparado e pronto para competir outra vez. Espero que 2021 seja realmente um ano muito melhor neste quesito, em comparação com o ano que se finda”, concluiu o piracicabano.

Voltar