fbpx
Basquete

Passe de Mágica retoma atividades não presenciais

Educandos de 3 núcleos do instituto, em Piracicaba e São Paulo, recebem videoaulas

*Capa: Arquivo/IPM/Comunicação

Com as atividades presenciais suspensas desde o dia 14 de março, em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), o Instituto Passe de Mágica retomou nesta semana as videoaulas preparadas para os educandos dos três núcleos mantidos pelo projeto: Tiro de Guerra e Vila Sônia, em Piracicaba, e Lapa, em São Paulo. A retomada ocorreu na última segunda-feira (20), após um mês de férias. O IPM é uma associação sem fins lucrativos criada em 2004 pela medalhista olímpica e campeã mundial de basquete, Magic Paula.

As atividades virtuais promovidas pelo instituto tiveram início em abril – desde então, foram gravadas mais de 50 aulas, gerando aproximadamente 2.700 visualizações através dos vídeos publicados no YouTube. “O conteúdo é menos técnico e mais lúdico, dando o suporte para que as famílias coloquem o movimento na rotina. É importante que as famílias compreendam que o brincar é uma linguagem fundamental de autoexpressão”, afirmou William Boudakian, gerente de projetos do Instituto Passe de Mágica.

“Garantir esse espaço, com o envio dos vídeos através das redes sociais, ajuda os educandos a não sentirem de forma pesada o baque do isolamento social”, completou. Os núcleos do IPM são mantidos com recursos via Lei de Incentivo ao Esporte, na esfera federal, o que possibilita o patrocínio da Caterpillar, Drogasil, Grupo Aliança, IBM, Klabin, Portocred, Sabesp e Via Varejo. O IPM recebe apoio institucional da Nike e Laureus Foundation.

Voltar