fbpx
Judô

‘Nossa preocupação é a maior competição: a vida’

Treinador defende filosofia no esporte e mostra entusiasmo com a temporada

Beninho vê equipe com chances de boa participação na Copa São Paulo (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

De volta ao batente, a academia Heisei/Atmosphera disputa a primeira competição oficial apenas no dia 18 de março, quando tem início a Copa São Paulo, organizada pela FPJudô (Federação Paulista de Judô) em São Bernardo do Campo. Porém, as atividades realizadas pelo grupo dirigido pelo técnico Beninho Mattos já estão em marcha. Entusiasmado, o treinador voltou a defender a filosofia de trabalho implantada na academia e ressaltou a boa aceitação da proposta. Em relação às competições, Beninho falou sobre o momento que atravessam os judocas da Heisei, especialmente Rene Mattos, que ficou praticamente um ano afastado dos eventos após se lesionar em um acidente de moto em abril do ano passado. Veja a íntegra da entrevista:

FILOSOFIA

“A forma como trabalhamos deu um resultado muito bom com pais e alunos. Se uma criança não gosta da parte competitiva do judô, ela não pode praticar o esporte? Não é assim que funciona. Primeiro, nós não aconselhamos para crianças com menos de dez anos de idade a participar de todas as competições. Alguns professores defendem a ideia de colocar as crianças em qualquer evento, mas isso pode não produzir o efeito desejável para uma criança. Nós temos visto pesquisas e avaliações em que as crianças sentem uma pressão muito grande em determinados campeonatos e isso pode afetar a formação da criança, que não está preparada para ganhar ou perder. Isso pode interferir inclusive em futuras decisões que ela vai tomar na vida dela”

CONDUTA

“As atividades que nós fazemos preparam as crianças, junto aos pais, dentro de um ambiente planejado para que elas possam avançar neste processo de aprendizado. Isso é feito nas vivências que fazemos com as famílias, cuja participação é importantíssima na educação. Nós oferecemos conceitos para os pais e para as crianças. E quando uma criança está preparada, aí sim, nós a incentivamos a participar de torneios. A linha de pensamento é bastante diferente de outras associações e academias”

RESPOSTA

“Nós tivemos uma aceitação muito positiva dos pais em relação ao modo como trabalhamos e, inclusive, existe uma cobrança no bom sentido: eles (pais) sempre perguntam quando será a próxima atividade. Isso é muito legal, porque traz junto outras possibilidades de mobilização, como a participação em campanhas sociais. Nossa missão é preparar para a vida, afinal, a vida é uma competição. No judô, nós também incentivamos a competir, mas sempre de forma coerente”

Rene Mattos está de volta ao tatame após grave lesão que o afastou do judô em 2016 (Foto: Líder Esportes)

RENE MATTOS

“O Rene vai participar da Copa São Paulo na primeira divisão e está super bem preparado fisicamente. Ele seguiu uma programação específica para a parte física, está muito forte. Em relação ao combate, como ele ficou parado o ano passado inteiro por conta da lesão e as competições de 2017 ainda não começaram, nós vamos poder avaliar algumas coisas agora. Estamos preparando muito a parte tática, mas não sabemos se ele conseguirá chegar no auge para a Copa São Paulo”

GRUPO

“O Marcelo Denardi vem muito bem física e tecnicamente. Ele não parou de competir sequer no intervalo entre o fim e o começo do ano. Ele vai disputar a categoria meio-pesado máster e tem grandes chances de vencer a Copa São Paulo. Na segunda divisão, nós temos José Hyczy e Carlos Magnusson, que estão mais experientes neste ano e mostraram mais maturidade durante o Campeonato Paulista, no que diz respeito a competições, claro. A expectativa é que eles façam um bom torneio também”.

Voltar