fbpx
Opinião

No primeiro mundo do esporte

Depois do sucesso da Olimpíada, agora nos aproximamos das Paralimpíadas. Mas, diferentemente do evento dos atletas ditos ‘normais’, agora, nos Jogos Paralímpicos, nós somos um dos favoritos! Em Londres, a delegação paralímpica brasileira ficou com a honrosa sétima colocação, mostrando ao mundo do que somos capazes. Agora, no Rio de Janeiro, sonhamos ficar entre os cinco primeiros. Sonho amplamente possível de se tornar realidade.

A expectativa é que o nosso time alcance o melhor desempenho da história. Em Londres, há quatro anos, os atletas brasileiros subiram ao pódio 43 vezes, conquistando 21 medalhas de ouro, 14 de prata e oito de bronze. Os nossos destaques estão no atletismo, judô e natação. No futebol de cinco, modalidade para cegos, também somos praticamente imbatíveis na atualidade. Além do tetracampeonato mundial, nós não perdemos nenhuma competição desde 2006. Neste ano, o Brasil terá a maior delegação da história: serão 279 atletas, sendo 181 homens e 98 mulheres, além de 23 acompanhantes – atletas-guia, calheiros e goleiros – e 195 profissionais técnicos, administrativos e de saúde. Ao todo, 44 atletas de 11 modalidades já subiram ao pódio em Paralimpíadas anteriores.

O evento, que começa em 7 de setembro, no dia de nossa Independência, já começou a receber os primeiros atletas na Vila. Todos chegaram com tranquilidade, quase como ilustres desconhecidos. Mas, na verdade, eles são verdadeiros heróis que nos emocionarão até o próximo dia 18. Ao contrário das grandes estrelas olímpicas, os paralímpicos só falaram bem da Vila. Atletas de países como Alemanha, Canadá, China, Cuba, Finlândia, Holanda e Itália fizeram questão de destacar a qualidade da recepção brasileira.

Outra surpresa positiva é a venda dos ingressos. A última parcial, divulgada no início da semana, dava conta de que mais de um milhão de entradas já haviam sido comercializadas. Boa notícia. Mas ainda faltam 1,5 milhão de bilhetes. Tomara que se esgotem até a semana que vem. Torcemos e muito pelos nossos atletas. Ou melhor, pelos nossos heróis. Tenho certeza de que, não somente os brasileiros, mas todos os competidores nos presentearão com grandes espetáculos. Então… que venham logo os Jogos Paralímpicos!

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar