fbpx

Líder Esportes

Kickboxing

No ABC, Piacentini luta pelo heptacampeonato

Favorito ao título dos Jogos Abertos, lutador piracicabano diz estar preparado

Gustavo Piacentini, lutador de kickboxing
Gustavo Piacentini quer fechar a temporada com chave de ouro no ABC (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Atual campeão e recordista de títulos individuais nos Jogos Abertos do Interior, o lutador Gustavo Piacentini viajou nesta terça-feira (21) para o Grande ABC, em busca da sétima medalha de ouro na competição. O evento teve início dia 15 de novembro e está sendo realizado em cinco cidades da região: Mauá, Ribeirão Pires, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Para o piracicabano, atleta da equipe Company Top Fight, é a oportunidade ideal para fechar a temporada em alta.

“É uma competição especial, tenho um histórico vitorioso. O objetivo é sempre vencer e agora não é diferente. O maior desafio é conseguir permanecer no topo. A cada ano é mais difícil pela exigência no nível de concentração e pelo fato de ser mais visado pelos adversários”, disse Piacentini, que irá tentar a sétima medalha de ouro na categoria low kicks 63,5 kg. A chance do hepta serve de estímulo para o atleta, que se mostra tranquilo quando é perguntado sobre o favoritismo.

“É algo natural, que eu sei lidar. Os adversários estudam melhor o meu jogo, mas a experiência conta muito neste momento e eu sou o atleta mais experiente da categoria, os números mostram isso. Vou buscar surpreender os rivais”, disse o kickboxer piracicabano, que conta com apoio da academia Fit Me e da MP Suplementos. A fase de pré-competitiva é seguida de perto pelo preparador físico Bilico Carvalho e pelos treinadores Marcos Ribeiro e Wilson Teodoro.

ATÍPICO

Detentor do cinturão profissional brasileiro, Piacentini está satisfeito com o próprio rendimento neste ano, considerado atípico para o lutador. “A avaliação é boa. Foi uma temporada com poucas competições, mas sempre honrei os compromissos que eu assumi. Vou fazer o que está ao meu alcance para defender Piracicaba, independente da situação”, completou. Em 2017, entrou em vigor o marco regulatório do terceiro setor (Lei Federal 13.019/2014), que prevê a celebração de chamamento público. A mudança afetou as associações esportivas locais, que deixaram de receber ‘convênio’ via Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras).

Voltar