fbpx
Opinião

Ninguém cala esse nosso amor!

XV de Piracicaba 2x0 Ferroviária - Copa Paulista 2016

*Capa: Diego Soares/Código 19

Como não se emocionar com a festa alvinegra na Arena da Fonte? Mesmo com time perdendo por 3×0 a torcida não parou de empurrar rumo ao título. E foi com o gol de Rodrigo, de cabeça, que o XV de Piracicaba voltou a ter chances de ser campeão. O coro cantado pelos 1.476 torcedores alvinegros que pagaram ingresso para acompanhar a final em Araraquara, foi de arrepiar. “E ninguém cala, esse nosso amor. E é por isso, que eu canto assim, é por você XV”. Como evitar as lágrimas ao término do jogo, depois de tudo que aconteceu sábado?

O caminhão que transportava todo o material do XV capotou na estrada com os roupeiros Elias e João. Graças a Deus, nada de grave aconteceu a eles. Junto com o material, estava o terno do volante Clayton, que se casaria após o jogo. A roupa precisou ser trazida de volta a Piracicaba para ser lavada. Uma hora antes do jogo, desaba o mundo em Araraquara – até granizo choveu. Em sete minutos, o XV sofre dois gols. Como um time que está nervoso em campo, sendo pressionado, vai conseguir criar algo com o gramado ainda encharcado?

Sofremos o terceiro gol na casa do adversário. Era a gota d’água. Foi difícil se manter otimista. Dois dos heróis da partida poderiam sair como vilões e ficariam marcados para a torcida. O zagueiro Rodrigo, um dos pilares do setor defensivo, não fazia um bom jogo. Não se abateu, fez o gol no tempo normal e ainda guardou o seu nas cobranças de pênaltis. O goleiro Mateus Pasinato, decisivo na reta final da Copa Paulista, falhou no segundo gol. Sem o título, não teria mais paz para trabalhar no Alvinegro.

Todos lembrarão da falha e dos pênaltis defendidos, mas ressalto que sem as defesas dificílimas que fez durante o jogo, em especial no segundo tempo, o XV não conquistaria seu objetivo. Acredito que as defesas nas cobranças de pênalti, sem rebote, sem comemoração, são fruto da raiva e desejo de ser campeão. O sucesso do time em campo refletiu nas arquibancadas. O XV terminou a Copa Paulista com a maior média de público pagante, com 3.376 torcedores por jogo.

A partida com menor público no Barão da Serra Negra foi contra o Penapolense, com 1.347 pagantes, número superior ao público total de equipes como Independente, Matonense, Santos e São José. Jogadores com vontade de vencer, comprometidos com o clube, sem problemas extra-campo e sem vaidades. Gerente de futebol que sabe tirar leite de pedra. Com R$ 45 mil, montou um time campeão. Técnico competente, mas que precisava de um título para ser mais respeitado. Torcedor, solte o grito e comemore. O XV de Piracicaba é campeão da Copa Paulista 2016.

Marcelo Sá é radialista e jornalista na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Voltar