fbpx

Líder Esportes

Futebol

Nhô Quim vence em São Carlos e está classificado

Rafael Gomes decide e garante a classificação; Penapolense tropeça e está fora

Rafael Gomes, atacante do XV de Piracicaba
Rafael Gomes marcou o único gol da partida em São Carlos (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

O XV de Piracicaba está classificado para as quartas de final da Copa Paulista. Com um gol do artilheiro Rafael Gomes, o Nhô Quim venceu o São Carlos por 1×0 nesta quarta-feira (12), fora de casa, e chegou aos nove pontos, um a menos que o próprio São Carlos, líder do Grupo 5. As duas equipes não podem mais ser alcançadas pelo Penapolense, que tem cinco. Na última rodada, o Alvinegro recebe o Água Santa, domingo (16), no estádio Barão da Serra Negra. Além de vencer, o time piracicabano precisa de um tropeço do São Carlos contra a equipe de Penápolis para ser líder.

Rafael Gomes marcou o gol da vitória do XV de Piracicaba em São Carlos

O jogo no estádio Luiz Augusto de Oliveira foi menos ‘decisivo’ do que poderia ser devido ao resultado da partida realizada à tarde, em Diadema. O empate sem gols entre Água Santa e Penapolense classificou o São Carlos e garantia pelo menos a manutenção do segundo lugar ao Alvinegro, mesmo em caso de derrota – a vitória, então, garantiria a vaga para as quartas de final com uma rodada de antecedência e manteria viva a possibilidade de o XV fechar a segunda fase na liderança do grupo.

Cléber Gaúcho não inventou moda para mexer no sistema defensivo, mas fez duas mudanças importantes no setor de ataque. Com o zagueiro Nando lesionado e o volante Maranhão suspenso, o treinador escalou Lucas Cunha no miolo de zaga e Fraga como cabeça-de-área. As novidades foram as presenças de Gilsinho, Bruninho e Rafael Gomes no time titular, enquanto Barreto, Samoel Pizzi e Rodolfo ficaram no banco de reservas. No entendimento do técnico, a equipe perderia em velocidade, mas teria mais recursos para controlar a posse de bola. No primeiro tempo, não funcionou.

A primeira etapa foi ruim, mas pior estava o gramado esburacado. As duas equipes chegaram ao ataque sem oferecer perigo e tudo o que o XV de Piracicaba produziu foram dois chutes de média distância do lateral-direito Zé Mateus, sem riscos para o goleiro Wander. O São Carlos ameaçou apenas aos 2min, em cobrança de falta do bico da grande área, em que  Renan Barcellos tentou, sem sucesso, surpreender Mateus Pasinato. Insatisfeito com o futebol apresentado pela equipe, Cléber Gaúcho mexeu no intervalo – Barreto ocupou o lugar de Gilsinho.

POSTURA

O XV voltou para o segundo tempo decidido a buscar a vitória e a classificação. A estratégia deu resultado aos 4min: após cobrança de escanteio fechada de Zé Mateus, Samuel desviou no primeiro poste e Rafael Gomes empurrou para o gol: 1×0. Foi o sexto gol do atacante na Copa Paulista, artilheiro do Nhô Quim ao lado de Romarinho. Em desvantagem, o São Carlos teve de desmontar o bloqueio defensivo e abriu espaços para os contra-ataques – o próprio Rafael Gomes e, na sequência, o volante Fraga desperdiçaram as chances de ampliar.

O técnico Cléber Gaúcho decidiu jogar com o regulamento debaixo do braço e fechou o time para segurar o resultado – e a classificação. Rafael Gomes deixou o gramado para a entrada do lateral-esquerdo Lucas Pavone, que se posicionou como volante para povoar o meio-campo. Bruninho, apagado novamente, foi substituído por Samoel Pizzi, que em dez minutos, fez mais do que antecessor em 80. O XV foi inteligente nos minutos finais e não permitiu espaços ao adversário. Desinteressado, o São Carlos virou presa ‘fácil’ para o Alvinegro, que aos poucos vai se aproximando de um sonho antigo: a Série D do Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

0  SÃO CARLOS

Wander; Arnon, Pablo Ricardo, Samuel e Vandinho; Diogo (Leandro Tanaka), Renan Barcellos (Marcos Nunes), Diego Paulista  e Alexandre Vecchio; Elton (Marques) e Willian Dias. Técnico: Rafael Guanaes

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Rodrigo, Lucas Cunha e Samuel; Fraga, Clayton e Gilsinho (Barreto); Bruninho (Samoel Pizzi), Romarinho e Rafael Gomes (Lucas Pavone). Técnico: Cléber Gaúcho

Gol: Rafael Gomes (XV) aos 4min/2ºT| Árbitro: Adriano de Assis Miranda | Cartões amarelos: Diogo (SCA); Barreto e Samuel (XV) |  | Público: 841 pagantes | Renda: não divulgada

Voltar