fbpx
Karatê

Natalia Brozulatto encara compromissos decisivos

Atleta de Piracicaba disputa eventos em Xangai e Veneza de olho no ranking

Natalia Brozulatto, atleta de karatê da equipe Sport Way
Natalia encara sequência de competições internacionais nos próximos finais de semana (Foto: Alexandre Muglia)

*Capa: Alexandre Muglia

Em busca da liderança do ranking nacional na categoria -68 kg, Natalia Brozulatto tem dois compromissos decisivos agendados para os próximos dois finais de semana. Neste sábado (8), a lutadora de Piracicaba disputa na China a etapa de Xangai da Series A, evento que faz parte da Liga Mundial de Karatê. A competição asiática deve reunir mais de 1.000 karatecas. Na semana seguinte, a atleta embarca para a Itália, onde participa da 27ª Copa Veneza Sênior e Sub-21. Apesar do grau de dificuldade, o objetivo de Natalia é voltar para casa com ao menos uma medalha.

Para a lutadora da equipe Sport Way/Selam, que também representa o Exército Brasileiro, fechar o ano em primeiro lugar no ranking da CBK (Confederação Brasileira de Karatê) significa a garantia de vaga para os Jogos Pan-Americanos de 2019, que serão realizados na cidade de Lima, no Peru. Natalia Brozulatto é a atual campeã do evento e foi medalha de ouro nos Jogos de Toronto, no Canadá, em 2015, após derrotar a mexicana Xunashi Caballero por 2×0 na decisão.

A primeira rival em Xangai será a japonesa Mizuki Kikuchi. A categoria -68 kg será bastante concorrida: serão cerca de 70 postulantes ao título. A azerbaijana Irina Zaretska, que venceu o Mundial realizado em Madrid, no mês de novembro, tem presença confirmada. “O campeonato será muito difícil, com um número de atletas expressivo e de alta qualidade. A Natalia voltou a lutar em agosto e está na busca pelos pontos pensando no ranking nacional. Em 2018, ela participou apenas de uma etapa da Liga Mundial, no Chile”, afirmou Diego Spigolon, técnico e marido de Natalia, e treinador da seleção brasileira.

RETOMADA

Onze vezes campeã brasileira, Natalia vive boa fase na atual temporada. Após passar pelo período de gestação e retornar às competições, a lutadora garantiu nada menos do que dez títulos nos últimos cinco meses: Jogos Regionais, Campeonato Brasileiro Zonal, Torneio Aberto de Pernambuco, Copa Joinville, Aberto da Paraíba, Copa Verdes Mares, Open Amapá e Campeonato Brasileiro Sênior, realizados no Brasil; além do Aberto de Curaçao e o Torneio Internacional de Viena, no exterior. A meta agora é recuperar a liderança do ranking.

“As duas competições serão muito importantes para a Natalia. Nós sabemos das dificuldades que vamos enfrentar na China e na Itália, mas ela se preparou bem. A Natalia sabe que ainda precisa de alguns pontos para fechar o ano na primeira colocação do ranking e uma medalha pode favorecer essa situação”, declarou Spigolon, que completou. “Na próxima semana, em Veneza, será o último evento do ano que vale pontos para o ranking nacional. Serão duas batalhas importantes nos próximos dois finais de semana”, finalizou o treinador.

Voltar