fbpx
Karatê

Natalia Brozulatto disputa evento no Caribe

Atleta de Piracicaba busca título internacional no Aberto de Curaçao

Natalia Brozulatto, atleta de karatê da equipe Sport Way
Natalia Brozulatto venceu a italiana Alessandra Benedetto em Santiago, no Chile (Foto: Além do Kiai/Divulgação)

A karateca Natalia Brozulatto embarcou nesta quinta-feira (27) rumo ao Caribe, para a disputa do Aberto de Curaçao. O evento acontece no próximo sábado (29). Atual campeã dos Jogos Pan-Americanos, a lutadora busca o título na categoria -68 kg. A participação em Curaçao faz parte da estratégia traçada pela atleta da equipe piracicabana Sport Way/Selam, que busca ganhar ritmo de luta em competições internacionais na retomada aos tatames após a segunda gestação.

No período, Natalia Brozulatto conquistou sete medalhas de ouro: Jogos Regionais, Campeonato Brasileiro Zonal, Torneio Aberto de Pernambuco, Copa Joinville, Aberto da Paraíba, Copa Verdes Mares e Open Amapá. No exterior, a lutadora participou do Aberto de Budapeste, na Hungria. No último fim de semana, a piracicabana disputou a Karate 1 Series A, em Santiago, no Chile, evento que também faz parte do Circuito Mundial. Apesar da evolução, a karateca está em busca da primeira medalha internacional no ‘pós-parto’.

“É algo que faz parte do processo para adquirir ritmo de competições internacionais. Se Deus quiser, em breve voltarei a subir ao pódio. É questão de tempo”, afirmou Natalia. Na capital chilena, ela venceu a italiana Alessandra Benedetto e foi derrotada pela alemã Madeleine Schroter. “Foi bem legal a sintonia que tive novamente com o meu técnico, Diego Spigolon. Ele fez uma leitura muito boa e rápida das lutas, orientou para realizar os golpes certos na hora certa”, disse.

A atleta, que representa o Exército Brasileiro, avalia positivamente a volta à atividade. “Venho participando de uma série de competições e estou gostando do meu volume de luta, apesar de saber que ainda existe uma boa margem de evolução. Essa sequência aumenta a minha confiança”, completou. No Chile, a equipe piracicabana ainda foi representada por Hernani Veríssimo, que também defende o Exército Brasileiro, na categoria -75 kg. Bicampeão pan-americano, o lutador não conseguiu medalhar.

Voltar