fbpx
Futebol

Na Inglaterra, piracicabanos assistem ‘milagre’ do Liverpool

Fanáticos pelos Reds, irmãos conhecem Anfield em goleada contra Barcelona

Caio Brino e Lucas Brino, torcedores do Liverpool
Os piracicabanos Caio e Lucas vivenciaram a incrível virada do Liverpool contra o Barcelona (Foto: Arquivo Pessoal)

*Vídeos: Arquivo Pessoal

A incrível virada do Liverpool contra o Barcelona, nesta terça-feira (7), na Inglaterra, dominou as manchetes dos jornais esportivos no mundo inteiro. Após perder na Espanha por 3×0, o time inglês precisava reverter o placar para avançar à final da Liga dos Campeões da Europa pela segunda vez consecutiva. A tarefa seria ainda mais difícil devido às baixas de Firmino e Salah, lesionados, mas os Reds conseguiram uma goleada épica em casa: 4×0. O jogaço ficará gravado para sempre na memória de dois piracicabanos fanáticos pela equipe inglesa, que acompanharam pela primeira vez uma partida em Anfield.

 

“Foi o melhor dia da minha vida, não sei nem explicar”, relatou quase sem voz o gerente de projetos Lucas Brino Gentile Freitas, 28, mais conhecido como Lucas BGF. Segundo ele, a paixão pelos Reds surgiu em 2002, mas virou amor incondicional três anos mais tarde, em outra façanha memorável do Liverpool. “Comecei a acompanhar em 2002, quando vi uma final da Copa da Inglaterra, o Liverpool foi campeão contra o Manchester United. Vi a festa da torcida e gostei de cara. Assistia os jogos, mas não era fanático como sou hoje. Em 2005, naquela final com virada histórica pela Champions League sobre o Milan, passei a torcer muito”, contou.

A primeira viagem para o Velho Continente foi acompanhada pelo irmão, o analista de logística Caio Brino Gentile Freitas, 26, também torcedor do time treinado pelo alemão Jurgen Klopp. Ambos, inclusive, possuem símbolos do clube tatuados pelo corpo: Lucas estampou nas costas a frase You’ll Never Walk Alone, enquanto Caio carrega o escudo do Liverpool no braço direito. “Eu e meu irmão planejamos vir para cá conhecer Anfield e demos sorte com as datas, que caíram em uma semifinal”, afirmou Caio.

 

A ideia inicial deles, entretanto, era assistir o jogo do próximo domingo (12), contra o Wolverhampton, pela última rodada do Campeonato Inglês. A partida pode render o título nacional ao Liverpool, mas, para isso, além de vencer, os Reds precisam de um tropeço do líder Manchester City. Porém, como todos os ingressos para o compromisso válido pela Premier League foram vendidos antecipadamente, os irmãos tiveram de mudar os planos. Certamente, não estão arrependidos.

“Como os ingressos são vendidos pela internet e existem prioridades na venda, não conseguimos comprar. Apesar de ser sócio, eu nunca tinha vindo para cá e quando chegou a minha vez, as entradas estavam esgotadas. Então, procurei na internet e busquei informação com terceiros, e encontramos dois ingressos com ‘cambistas’. Pagamos cerca de R$ 2 mil, mas viemos para cá. Contra o Wolverhampton, o valor pedido era muito mais caro. Achamos ingressos para o jogo contra o Barcelona. Foi o dia mais feliz da minha vida”, disse Lucas.

Caio tem no braço direito o escudo do Liverpool tatuado: paixão pelos Reds (Foto: Arquivo Pessoal)

Apesar do cenário totalmente desfavorável, os irmãos garantem que foram para Anfield acreditando na virada. “Desde 2005, o Liverpool consegue viradas incríveis. Em 2006 ou 2007, não me recordo bem, houve uma final contra o West Ham, na Copa da Inglaterra, que o time estava perdendo por 2×0 e conseguiu virar no finalzinho com um gol do Gerrard. Nós acreditávamos, não estávamos tão otimistas assim, mas acreditávamos. Falei em alguns grupos de WhatsApp que o placar seria 5×1 e me chamaram de louco, mas deu no que deu. Conseguimos assistir uma virada histórica”, explicou Lucas.

O gerente de projetos, inclusive, arrisca uma análise para a final. O adversário, Ajax ou Tottenham, será conhecido nesta quarta-feira (8). “Eu prefiro enfrentar o Tottenham, por ser inglês e não ter tradição na Champions League. A camisa do Liverpool pesa demais e entorta varal, como dizem alguns jornalistas. O Ajax está jogando muito bem, mas, independente de quem vier, o Liverpool tem mais tradição e será o favorito. Já estou fazendo planos para assistir a final. Quem sabe, se couber no orçamento, fazer um bate e volta para ver o jogo em Madrid no dia 1º de junho (risos)”.

Lucas acompanha o Liverpool desde 2002 e visitou Anfield pela primeira vez: pé quente (Foto: Arquivo Pessoal)

Ainda que não consiga estar presente no estádio Wanda Metropolitano, palco da decisão da Liga dos Campeões da Europa na temporada 2018/19, a dupla retornará ao Brasil com uma certeza: em breve, eles voltarão ao mítico estádio de Anfield. “Antes do jogo, eu e meu irmão passamos o dia aqui, dando voltas na cidade. A torcida é muito fanática, tem uma atmosfera incrível. Mesmo antes do jogo, nós começamos a fazer contas para quem sabe voltar ano que vem ou no seguinte. Isso vai acontecer, não sabemos quando, mas voltaremos com certeza”, finalizou Caio.

Voltar