fbpx
Opinião

Muito equilíbrio

A rodada de ida das quartas de final da Copa do Brasil mostra o equilíbrio entre as equipes. Até o Juventude, que seria o patinho feio nesta disputa, conseguiu um resultado ‘virável’. Isso é bom. As forças se equivalendo trazem mais emoção à disputa e garantem outro duelo imprevisível na partida de volta. Dizem que Palmeiras, Cruzeiro e Internacional, mesmo perdendo, saíram ‘vencedores’, pois foram superados fora de casa por 2×1 por Grêmio, Corinthians e Santos, respectivamente, e agora vão decidir a vaga em seus domínios. No outro jogo, o Atlético-MG fez 1×0 no Juventude, no Independência.

O chamado ‘gol qualificado’ que o trio derrotado marcou na casa de seus rivais possibilita uma vitória por apenas 1×0 para garantir classificação às semifinais. É relativa a vantagem, pois caso Grêmio, Corinthians e Santos também marquem gols no segundo duelo, a situação pode se reverter. Por isso, a vitória é sempre melhor, mesmo que por 2×1.

No mais, está muito interessante a disputa. Apesar de não aprovar o tempo de duração – preferia como era antes, somente no primeiro semestre -, a Copa do Brasil é um torneio muito democrático, que possibilita a participação de times de séries inferiores. Por isso, o Juventude, que é da Série C, poderá até ser campeão. Aliás, os clubes reclamam do calendário apertado, mas a Conmebol quer inventar a Copa Libertadores no ano inteiro e com mais clubes a partir de 2017. Discordo. Assim como a Copa do Brasil foi estendida, desaprovo o ‘esticamento’ do maior torneio de nosso continente, assim como a final em país neutro. Seria punir clubes e torcida. Não estamos na Europa.

Mas, enfim, essa é uma outra discussão. Por enquanto, vamos pensar nas disputas que estão rolando e torcer para que os times mais competentes levem a taça. Palmeiras e Atlético-MG estão nas duas frentes, já que também disputam o título do Brasileirão, enquanto os outros seis estão de olho somente na taça da Copa do Brasil. Vamos ver no que dá…

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar