fbpx

Líder Esportes

Futebol

Moisés exalta boa fase em meio às incertezas do calendário

Treinador destaca campanha perfeita no início da A2, que pode ser paralisada amanhã (16)

Moisés Egert, técnico do XV de Piracicaba
Moisés destacou a capacidade de leitura da equipe na vitória sobre a Portuguesa (Foto: Evandro Pelligrinotti)

Com quatro vitórias em quatro jogos disputados na Série A2 do Campeonato Paulista, o XV de Piracicaba não poderia começar melhor a competição estadual. O triunfo sobre a Portuguesa, no último sábado (13), por 2×1, no Estádio Municipal Barão da Serra Negra, levou o time piracicabano aos 12 pontos na classificação geral. Apesar dos 100% de aproveitamento, o Nhô Quim é o terceiro colocado pelos critérios de desempate. O seguinte adversário da equipe dirigida pelo técnico Moisés Egert é o líder Água Santa, em duelo previsto para o próximo sábado (20), às 18h, novamente em Piracicaba.

Federação Paulista de Futebol, Governo de São Paulo e Ministério Público decidem nesta terça-feira (16) quanto à paralisação do torneio devido à pandemia da Covid-19. Em caso afirmativo, a FPF cogita levar os jogos para fora do Estado – Minas Gerais é o destino mais provável. A insegurança sobre o calendário não tira, porém, o bom humor de Moisés, satisfeito com o início de temporada do Alvinegro. “Temos que viver o momento que nós estamos vivendo. Ele é bom, e isso é consequência das escolhas e decisões que tomamos. A Série A2 é dificílima”, afirmou.

“Enfrentamos equipes boas e bem treinadas, foram jogos muito difíceis. Foram duas partidas fora, contra EC São Bernardo e Sertãozinho, e ganhar fora de casa não é tão simples. Eu acredito que esse momento é importante como grupo, de repetição, de afinidade, de conhecimento e de encaixe de jogo, sabendo quais são as nossas virtudes e as nossas deficiências, nos fortalecendo a cada momento. O importante é agora a gente saber agregar valores e saber se portar no momento bom que nós estamos”, falou o treinador.

MATURIDADE

Perguntado sobre o confronto com a Lusa, Moisés destacou a maturidade do XV. “A Portuguesa é um dos candidatos ao acesso e está com dificuldade nesse início. Sabíamos que eles vinham em uma pressão muito grande, uma cobrança muito grande. A cada jogo que as coisas não acontecem a tendência é aumentar esse nível de concentração, a base de erros de cada equipe. Eles vieram com bastante mudanças, nos respeitando, jogando de uma maneira diferente. Mas soubemos ter a leitura correta”, finalizou.

Voltar