fbpx

Líder Esportes

Futebol

Marília abre vantagem e complica vida do XV na Copa Paulista

Nhô Quim é derrotado por 3x1 fora de casa e precisará reverter o placar no Barão da Serra Negra

Guilherme Garré, meia do XV de Piracicaba
O jogo de volta está marcado para quarta-feira (16), às 15h, no Barão da Serra Negra (Foto: Elcio Fabretti)

No primeiro jogo válido pelas semifinais da Copa Paulista, o XV de Piracicaba foi derrotado pelo Marília, neste domingo (13), no estádio Bento de Abreu, pelo placar de 3×1. Gustavo Nescau colocou os mandantes em vantagem e Jonathn deixou tudo igual ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, Nescau, em cobrança de pênalti, e Geninho definiram o resultado. A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (16), às 15h, no Barão da Serra Negra. Para ser finalista, o Alvinegro precisa vencer por três gols de diferença. Triunfo quinzista por dois gols leva a decisão da vaga para os pênaltis.

O técnico Moisés Egert teve de lidar com uma série de problemas para escalar o XV em Marília. O lateral-direito Cleiton Savedra está lesionado e havia sido infectado por Covid-19. Além dele, o clube informou que os zagueiros Gustavo Silva e Muriel, o meia Victor Adame e o atacante Filipe Carvalho testaram positivo – o auxiliar de preparação física Leonardo Tabai também contraiu coronavírus. De quebra, o treinador não pôde contar com o lateral David, os volantes Mateus Silva e Samuel Andrade, e o atacante Tito, que foram baixas por lesão.

O JOGO

Com os desfalques, Felipe Benedetti foi o escolhido para ocupar a lateral direita, enquanto Fraga, Gustavo Hebling e Guilherme Garré formaram o meio-campo titular. No ataque, Fabinho, Jajá e Victor Sapo repetiram o trio formado na vitória sobre o Comercial. A iniciativa foi do Marília, que começou marcando alto, criou mais e levou perigo pela primeira vez ao gol defendido por Vitor Prada aos 4min, em lance individual de Léo Couto pela esquerda. A finalização, quase sem ângulo, foi espalmada para escanteio pelo goleiro.

O time piracicabano chegou ao ataque com mais claridade aos 25min, em chute cruzado de Fabinho que passou próximo à trave esquerda de Igor Castro. Três minutos depois, o Marília inaugurou o marcador. Diogo Calixto fez o desarme no campo defensivo, avançou em liberdade pelo centro e fez o lançamento para Gustavo Nescau. Em posição duvidosa, o atacante se livrou de Vitor Prada e rolou rasteiro para o fundo da rede: 1×0. A resposta quinzista, porém, foi imediata. Aos 33min, Jonathan e Jajá tabelaram pela esquerda e o camisa 7 serviu o lateral-esquerdo, que mandou uma bomba para empatar antes do intervalo: 1×1.

SEGUNDO TEMPO

Os donos da casa voltaram mais ligados para a etapa final e ficaram novamente em vantagem logo aos 3min. Júnior Santos bateu falta da entrada da área e a bola ficou na barreira. No rebote, Júnior Santos chutou mais uma vez e a bola desviou na mão de Fraga, que estava dentro da área: pênalti. O encarregado pela cobrança foi o artilheiro Gustavo Nescau, que não desperdiçou: 2×1. Apesar do placar favorável, Marília continuou pressionando e quase ampliou com Orlando Júnior e Denis Leite, mas Vitor Prada parou as duas tentativas do time mandante.

Aos 30min, Guilherme Garré apareceu em jogada individual. O meia pegou a bola antes do meio-campo, passou por três marcadores e concluiu de pé direito, mas errou o alvo por pouco. O panorama piorou para o XV de Piracicaba aos 38min. Após cobrança de escanteio de Bruno Oliveira, o zagueiro Geninho ganhou a disputa pelo alto e testou firme, inapelável para o goleiro Vitor Prada: 3×1. O resultado negativo fez o técnico Moisés Egert mexer três vezes de uma tacada só, com Fabrício, Kauan e Potiguar entrando em campo, mas o Nhô Quim sequer chegou perto de ameaçar a meta defendida por Igor Castro.

FICHA TÉCNICA

Marília Atlético Clube

3   MARÍLIA

Igor Castro; Denis Leite (Bruno Oliveira), Geninho, Arthur Gaúcho e Diogo Calixto; Felipe Cordeiro e Júnior Santos (Dionathan), Léo Couto; Orlando Júnior (Danilo), Luan Gama (Eric Di Maria) e Gustavo Nescau (Marcos Vinícius). Técnico: Guilherme Alves

1   XV DE PIRACICABA

Vitor Prada; Felipe Benedetti, Douglas Marques, Renan Dutra e Jonathan (Potiguar); Fraga (Kauan), Gustavo Hebling e Guilherme Garré; Fabinho, Jajá e Victor Sapo (Fabrício). Técnico: Moisés Egert

Gols: Gustavo Nescau (MAC) aos 28min e Jonathan (XV) aos 33min/1ºT; Gustavo Nescau (MAC) aos 3min e Geninho (MAC) aos 38min/2ºT | Árbitro: Thiago Duarte Peixoto | Cartões amarelos: Denis Leite (MAC); Jonathan e Fraga (XV)

Voltar