fbpx

Líder Esportes

Automobilismo

Líderes falham e Copa ECPA aumenta equilíbrio

Provas válidas pela sexta etapa não foram vencidas pelos líderes de categorias

Copa ECPA de Velocidade
O equilíbrio mais uma vez tomou conta da Copa ECPA de Velocidade, em Piracicaba (Foto: ECPA/Divulgação)

A sexta etapa da Copa ECPA de Velocidade, disputada no último sábado (1º), em Piracicaba, não registrou vitória de nenhum dos pilotos que lideram as classes da categoria Marcas & Pilotos ou ainda a categoria Fórmula 1.600. Restando duas etapas para o encerramento da temporada, a disputa pelo título continua aberta. A sétima e penúltima etapa deste ano está agendada para os dias 11 e 12 de novembro no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo.

Carlos Gouveia foi o vencedor na classe novatos da categoria Marcas & Pilotos

A vitória dupla de Alexandre Souza, na categoria Marcas & Pilotos classe super, teve sabor especial para o piloto, que perdeu a mãe em setembro. “A vida nos apronta surpresas, mas isso não pode me impedir de seguir minha carreira. Tanto que estou aqui de volta”, afirmou o piloto, que ainda cravou a pole e fez a melhor volta nas duas baterias que venceu. “A distância é grande para o líder, mas provei que estou vivo no campeonato e vou lutar”, disse o atual campeão da categoria.

Segundo colocado nas duas provas, Rodrigo Stefanini viu a diferença diminuir após a vitória de Alexandre Souza, mas mantém a confiança no título da temporada. “As coisas não saíram tão bem, mas marcamos pontos importantes para o campeonato, que é longo e ainda está em aberto. Temos que corrigir os erros e não podemos perder a concentração. O foco é o título, hoje foi apenas mais uma batalha”, disse. Nas classes light e novatos, os vencedores foram a dupla Carlos Will e Fernando Júnior, e Carlos Gouveira, respectivamente.

FÓRMULA

Murillo Latorre foi o vencedor da primeira prova da categoria Fórmula 1.600, após superar Cristiano Denardi, que havia cravado a pole, mas acabou chegando em segundo lugar. Cesar Gallagi ficou com a terceira posição. Na segunda bateria, Cristiano Denardi conseguiu ultrapassar Rodrigo Rosset na última volta para vencer e comemorar muito a façanha. Murillo Latorre ficou com na terceira colocação.

Voltar