fbpx

Líder Esportes

Opinião

Justa final

*Capa: Agência Corinthians

A final do Campeonato Paulista 2018 é justíssima. Palmeiras e Corinthians foram as melhores equipes da competição, não somente em desempenho, mas também em número de pontos conquistados, e chegam à decisão para literalmente parar São Paulo e o Brasil. Mas não foi fácil. As semifinais foram com sofrimento além da conta. Alviverdes e Alvinegros passaram nos pênaltis contra Santos e São Paulo, respectivamente. O que me irritou, porém, foi a informação de que a diretoria do Tricolor estaria vendendo ingressos para a final, mesmo antes de chegar lá.

A diretoria são-paulina vai dizer que não tem culpa, que foi uma empresa terceirizada, e tal. Mas não tem jeito. A empresa só iniciaria as vendas antecipadas (que, porém, ficou condicionada a uma confirmação) com o aval do cliente, no caso, a direção tricolor. Pagou caro por sua soberba! Voltando ao dérbi, todos sabem que este é o maior clássico do Estado de São Paulo e um dos maiores do Brasil e do mundo. Assim, o clima já está armado: 50% de chance para cada lado. Ninguém quer perder e essa rivalidade histórica vai ser pauta de muita conversa antes de sábado, às 16h30, quando a decisão começa na Arena Corinthians.

E nessa ‘guerra’ que é o clássico, se o Palmeiras entrará em campo como o time com melhor campanha na competição, o Corinthians defende a soberania no Paulistão. São 28 conquistas contra 22 do rival alviverde. No confronto direto, porém, o Verdão tem uma vitória a mais. Ingredientes para o clássico. Serão dois duelos eletrizantes. Depois da partida de sábado, o segundo e último jogo será no Allianz Parque, no domingo seguinte, às 16h. Serão 180 minutos que vão “judiar” dos corações de milhares de apaixonados por esses apaixonantes clubes. Que vença o melhor!

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar